Olivier Giroud fez “tudo que podia” para sair do Chelsea em janeiro, após seis meses de poucos minutos em campo, parte por causa da ótima fase de Tammy Abraham. Não foi bem sucedido porque o clube não conseguiu encontrar uma reposição. Ficou, ganhou mais espaço com a lesão do garoto, fez gols relevantes e agora renovou seu contrato para a temporada 2020/21 – sabe-se lá quando ela acontecerá.

Giroud fez apenas sete partidas no segundo semestre do ano passado, total de 88 minutos em campo, com destaque para a Supercopa Europeia quando fez um dos gols do empate com o Liverpool que levou a partida aos pênaltis. Mesmo com problemas ofensivos e impedindo sua saída, Frank Lampard hesitou em utilizá-lo até Abraham se machucar em meados de fevereiro.

Giroud, então, teve uma breve sequência de cinco jogos, quatro como titular, marcando na vitória por 2 a 1 sobre o Tottenham e ajudando a eliminar o Liverpool da Copa da Inglaterra. Foi também o autor do último gol do Chelsea antes da paralisação ao fechar a goleada por 4 a 0 sobre o Everton.

Embora esteja longe de ser um craque, mostrou ser um jogador útil mais de uma vez na carreira, pelo Arsenal, pelo próprio Chelsea e no título mundial da seleção francesa, além de oferecer experiência a um time que pretende usar muito a juventude. A boa fase antes da paralisação foI o bastante para que ele desistisse de ir embora, pelo menos por enquanto, e para ganhar mais uma chance com o clube, que costuma assinar extensões de apenas um ano com todos seus jogadores acima de 30 anos.

“Estou contente por continuar minha jornada e aventura no Chelsea. Mal posso esperar para voltar a jogar e aproveitar o futebol competitivo com meus companheiros. Estou ansioso para vestir a camisa do Chelsea novamente, especialmente diante dos nossos torcedores em Stamford Bridge, quando for segue fazê-lo”, disse, ao site do clube.

O treinador Lampard elogiou o profissionalismo do atacante de 33 anos. “Olivier tem sido brilhante, como profissional e como homem em geral. Tem grandes qualidades para ajudar o time dentro e fora de campo, não apenas com seu talento mas com o exemplo que estabelece todos os dias e a experiência que traz para o time. Estou muito feliz que ele continuará na próxima temporada”, disse.

Giroud chegou ao Chelsea do Arsenal em janeiro de 2018 e tem 21 gols em 76 partidas pelo clube. Marcou na vitória contra o ex-time na final da Liga Europa da temporada passada.

.