A carreira de Ryan Giggs parece não ter fim. A cada ano, renovam-se os rumores de que o meia do Manchester United pendurará as chuteiras. E um novo contrato com o clube quebra quaisquer expectativas. Assim, o galês já passou dos 1000 jogos oficiais. Na próxima sexta-feira, completará 40 anos de idade e 23 anos de seu primeiro contrato profissional. E, ao que parece, 2013/14 não será o fim da linha para o veterano. Em entrevista ao Sky Sports News, ele não descartou a hipótese de jogar até completar 1000 partidas pelos Red Devils.

“Eu sinceramente não sei. Não é algo em que venho pensando seriamente. Se acontecer será ótimo, mas não reclamarei. Vamos ver. Se eu continuar jogando bem e gostando disso, seguirei em frente”, afirmou Giggs. Seu vínculo atual vai até o dia 30 de junho de 2014, mas não parece uma barreira suficiente para fazê-lo parar. E, considerando que o galês não passou de 32 jogos em 2012/13, serão necessários mais do que sete meses de contrato para disputar as 46 partidas que restam para chegar a 1000 pelo United.

Giggs até brinca sobre a percepção dos calouros do United sobre sua idade: “Quando cheguei ao time, ficava observando Steve Bruce e Bryan Robson, que tinham 33, 34 anos. E pensava que eles eram anciões. Então eu nem sei o que os jovens pensam de mim. Eles ficam me dizendo que faço aniversário nessa semana, ‘É, será grandioso, farei 35’. Eles obviamente sabem a verdade e balançam a cabeça. Penso que isso é ser velho”.

Até o momento, Giggs entrou em campo 11 vezes pelo United, cinco delas a partir do segundo tempo. Não é mais uma das estrelas do elenco, mas continua sendo uma peça bastante útil no meio-campo, especialmente pelo estilo técnico que desenvolveu com o passar dos anos. E, considerando que sua última lesão acontece em outubro de 2010, David Moyes só não mantém o galês se não quiser. Ainda assim, tudo indica que Giggs completará 41 anos ainda batendo uma bolinha em Old Trafford.