Estrela da seleção olímpica do Reino Unido, Ryan Giggs manifestou sua satisfação em ser o capitão da equipe. Segundo o técnico Stuart Pearce, o galês tem sido uma espécie de auxiliar técnico dentro da equipe, participando até mesmo de reuniões de planejamento do time. Nesta sexta-feira, o meia foi titular na derrota dos britânicos por 2 a 0 para o Brasil em amistoso.

“Obviamente, estou muito orgulhoso de vestir a braçadeira. É sempre especial quando você joga contra o Brasil. Mas ser capitão e se envolver com o jogo é grandioso. Temos tido uma grande preparação e sabíamos que ia ser difícil”, declarou.

Anfitrião dos Jogos Olímpicos, o time do Reino Unido está no Grupo A do torneio de futebol masculino, ao lado de Senegal, Uruguai e Emirados Árabes Unidos. A estreia da equipe acontece no dia 26 de julho, contra os senegaleses.

O veterano também comentou a preparação do Team GB nos treinamentos: “Você não pode matar os jogadores de correr, como normalmente faz na pré-temporada. Precisa igualmente de uma base física, mas é difícil equilibrar com os treinamentos táticos. Teremos mais seis dias para nos preparamos para Senegal. Estivemos juntos apenas por duas semanas e definitivamente estamos melhorando”.

Por fim, Giggs reafirmou a confiança em uma boa campanha dos britânicos: “Nós aprendemos que temos muito talento nos vestiários. Todos se sentem confortáveis com a bola e vamos evoluir. Eu vi isso nos treinos, vi qualidade e é isso que vimos no amistoso. É sempre decepcionante perder, mas vamos olhar para os pontos positivos”.


Os comentários estão desativados.