Nesta quarta, o Independiente Santa Fe publicou uma charge em que o leão, seu mascote, passa a taça da Copa Sul-Americana ao atacante Kempes, em meio aos céus. Pois o gesto de fraternidade se concretizou nesta quinta: o presidente dos vencedores do torneio em 2015 foi até Medellín entregar o troféu a um dirigente da Chapecoense, antes do retorno ao Brasil. Marcelo Zolet, diretor jurídico dos catarinenses, foi quem recebeu.

Esta não é a taça original da Copa Sul-Americana, que ficou apenas alguns meses com o Santa Fe. A Conmebol dá uma réplica a cada um dos campeões. Além disso, ao menos por enquanto, a atitude dos colombianos não passa do valor simbólico. Apesar do pedido do Atlético Nacional para que a Chape seja declarada campeã, a entidade sul-americana ainda não ratificou sua postura, o que deve ser feito nos próximos dias.

Ao entregar a taça à Chapecoense, o presidente do Santa Fe o fez como uma doação. Segundo Zolet, o dirigente colombiano não mencionou nada sobre a devolução do troféu, oferecendo como se fosse um presente. Mais uma vez, os colombianos demonstram o tamanho de seu coração.