Depois de 32 jogos Campeonato Italiano, a Juventus finalmente foi derrotada pela liga nacional. Foram 28 jogos nesta temporada e outros quatro jogos da temporada passada. A última vez que isso tinha acontecido foi no dia 22 de abril de 2018, uma derrota por 1 a 0 para o Napoli. Neste domingo, o Genoa quebrou essa marca. Jogando no estádio Luigi Ferraris, venceu por 2 a 0 um time da Juventus com reservas e carimbou a campanha dos bianconeri – que deve acabar no oitavo título consecutivo.

LEIA TAMBÉM: Humilhados serão exaltados: na volta de Zidane, Isco, Marcelo e Asensio brilham contra Celta

A Juventus vinha da fantástica virada sobre o Atlético de Madrid na Champions League, com uma atuação determinante de Cristiano Ronaldo. O desgaste, físico e mental, foi enorme. Por isso, o técnico Massimiliano Allegri decidiu poupar jogadores. Também pensando que vem aí uma data Fifa e muitos dos seus jogadores farão longas viagens para defender as suas seleções nacionais.

Cristiano Ronaldo foi um deles, sequer foi para o banco de reservas. Giorgio Chiellini ficou no banco, assim como o goleiro Wojciech Szczesny e o volante Blaise Matuidi. Em campo, Paulo Dybala, que não conseguiu fazer um bom jogo. Aliás, ninguém conseguiu. O goleiro Mattia Perin, que ganhou uma chance como titular, acabou falhando em um dos gols, o primeiro.

A falha de Perin foi logo em um lance com ex-jogador da Juventus. Em uma jogada de Goran Pandev, Stefano Sturaro recebeu e, de fora da área, chutou. O goleiro Perin viu a bola pingar na sua frente e falhou. Gol do Genoa, aos 27 minutos do segundo tempo. E seria o próprio Pandev o autor do segundo gol, aos 36 minutos, quando ele recebeu de Christian Kouamé, que puxou contra-ataque e esperou a hora certa de tocar para o macedônio. Com a sua perna esquerda, que é a boa, ele chutou forte, cruzado, marcando 2 a 0.

Mesmo com as mudanças feitas por Allegri, a Juventus não conseguiu sequer diminuir o placar. Para o Genoa, a vitória significa chegar a 33 pontos, em 12º lugar na tabela. Para a Juventus, faz pouca diferença. Os bianconeri é líder com 75 pontos, 18 pontos à frente do Napoli, segundo colocado. A diferença pode cair para 15 se os napolitanos vencerem a Udinese.