O Getafe estava embalado por quatro vitórias seguidas pelo Campeonato Espanhol, sem ter sido vazado, e é um time sólido e organizado suficiente para complicar a vida do estilo de jogo ainda embrionário que Qique Setién tenta recuperar no Barcelona, mas a genialidade de Lionel Messi abriu a porta para a vitória dos catalães por 2 a 1, neste sábado, no Camp Nou.

O diagnóstico de que o Getafe faria jogo duro se confirmou na primeira meia-hora da partida. Aos 14 minutos, Messi saiu na cara do goleiro, ao fim de um lindo lançamento de Busquets, mas não conseguiu colocar força ou altura em seu chute e facilitou a defesa de David Soria.

Aos 22 minutos, Busquets errou o passe, ou a tentativa de corte, e Molina avançou livre pela esquerda. Entrou na área e foi bloqueado por Umtiti na hora certa. Na cobrança de escanteio, Ter Stegen fez uma linda defesa na cabeçada à queima-roupa de Molina, e Allan Nyom marcou no rebote. A revisão do VAR, no entanto, achou falta do defensor em Umtiti, e o gol acabou sendo anulado.

Logo na sequência, Mata recebeu nas costas da defesa e rolou para Marc Cucurella, apesar do desvio de Busquets, e o chute de canhota do camisa 15 passou muito perto da trave de Ter Stegen.

O momento não era bom para o Barcelona. Um passe de calcanhar de Arthur colocou Griezmann na cara do gol, entre a linha defensiva do Getafe. O francês não conseguiu ângulo para finalizar, mas se lembrou daquele espaço quando Messi deu um tapa de primeira após receber de Umtiti, um minuto depois. Desta vez, Griezmann abriu o placar para os donos da casa com um toque de esquerda na saída de Soria.

Porteira aberta, o Barcelona dobrou sua vantagem pouco depois, quando Arthur abriu na esquerda para Junior Firpo, que havia entrado no lugar do machucado Jordi Alba. O cruzamento rasteiro, um pouco para trás, encontrou Sergi Roberto, que havia começado a jogada, livre na segunda trave: 2 a 0.

Messi teve duas oportunidades de fazer o terceiro antes do intervalo, primeiro em cobrança de falta que passou perto, depois em cabeçada bem defendida por Soria.

O Getafe chegou a descontar, na metade do segundo tempo. Jaime Mata caiu pela direita e cruzou para a entrada da área, onde Ángel Rodríguez estava livre, nas costas de Piqué. Pegou de primeira com a perna direita, acertou o canto de Soria e anotou um belo gol.

Messi quase fez um daqueles tentos banais em sua carreira, nos quais pega a bola pela direita, rabisca para o meio e solta um chute colocado no ângulo, mas errou o alvo por pouco.

O Barcelona chegou a quatro vitórias em cinco rodadas sob o comando de Quique Setién por La Liga e segue perseguindo o Real Madrid, com os mesmos 52 pontos, mas que entra em campo neste domingo contra o Celta de Vigo.

.

.