Gary Neville pode ter desistido da carreira de técnico, mas continua afiado como comentarista de futebol na Inglaterra. O ex-jogador fez uma análise do atual Manchester United, seu clube de infância e onde passou toda a sua carreira. Para ele, não há motivos para não confiar em José Mourinho no comando do clube, apesar do início instável até aqui. Os Red Devils estão apenas em sétimo lugar na Premier League, depois de oito rodadas, a cinco pontos dos líderes Manchester City e Arsenal.

LEIA TAMBÉM:
– Defesa prevalece, De Gea faz milagre, e Liverpool e United fazem clássico travado
– Manchester United supera Real e Barça e é o clube que mais vende camisas no mundo
– Giggs: “Rooney anda confuso e o único jeito que ele tem para se recuperar é treinando”

“O desempenho te diz um pouco sobre onde o United está neste momento”, analisou Neville. “No seu primeiro ano no Chelsea, ele disse que eles não estava prontos para ganhar a liga e eu não acho que este Manchester United esteja”, continuou o ex-jogador do clube de Old Trafford.

“O plano de jogo foi bom, mas você precisa ser capaz de contra-atacar como saída, e este é o próximo passo para realmente causar problemas. Mas eles realmente não tinham a qualidade ou o ritmo para fazer isso”, afirmou ainda o comentarista.

“O United fez exatamente o que Mourinho quis, mas ele disse depois que eles sentiram falta de algo melhor no último terço do campo de ataque e eles não conseguiram bolas paradas o suficiente também”, contou Nevilla. “Eu acho que houve três ou quatro más janelas de transferências, mas eu acho que o time subiu em sua estima nesta noite [jjogo contra o Liverpool]”.

“Eu acho que eles não estão pronto neste momento em termos de dar o próximo passo, com o salto em qualidade que é requerido e eles talvez precisem de mais uma ou duas janelas de transferências”, analisou o antigo lateral direito.

“Ele é brutal e preciso em termos os jogadores que ele não quer, ele já sabe quem ele quer. Ele saberá o que ele precisa e ele irá identificar quais fraquezas e pensar em trocar esses jogadores”, continuou.

“Mas não há motivos neste momento para não confiar em Mourinho enquanto torcedor do Manchester United. Não há sentido em sentar aqui e dizer ‘bem, ele consegue fazer isso desta vez?’ Ele conseguiu isso onde quer que ele esteve”, disse Gary Neville.