Joshua McCormack é um garoto britânico que tem apenas cinco anos, mas que, infelizmente, não tem uma vida inteira pela frente. Em setembro, sua família recebeu a notícia de que o câncer cerebral com o qual foi diagnosticado ano passado é terminal. Desde então, ele vem enfrentando uma batalha cujo vencedor já se conhece, embora o menininho esteja lutando com muito afinco pela sua vida, e certamente o fará até o fim de seus dias. Como muitos garotos de sua idade, Joshua é apaixonado por futebol. Seu time é o Rochdale, que hoje joga na terceira divisão inglesa. Time este que, nesta quarta, disputará a semifinal da Football League Trophy com o Hartlepool United. E com um ‘reforço’ para lá de especial.

VEJA TAMBÉM: Pequeno torcedor telefonou ao Celtic para se desculpar por não ter ido ao jogo

Para confortar o coração do pequeno garoto e intentando provocar nem que seja um de seus últimos sorrisos, o técnico Keith Hill resolveu divulgar a lista de convocados para a partida ante ao Hartlepool com o nome de Joshua entre o elenco. É triste que ele não possa estar de fato com os jogadores no jogo, sentado no banco de reservas, já que suas condições físicas são bem vulneráveis e limitadas. Mas nada impede que Hill, sua comissão técnica e os atletas do Rochdale visitem o hospital em que está internado e levem o espírito coletivo até o menino. E é isso o que farão nesta quinta. Lá, eles entregarão a Joshua e a sua família as camisas da partida, além de um uniforme personalizado com o nome do garotinho, a assinatura de cada membro da equipe e o número da camisa que lhe foi atribuída: 55 (o qual, inclusive, ficará exposto no vestiário do Rochdale antes do confronto).

joshua

“É uma honra enorme poder nomear Joshua McCormack como um dos nossos jogadores reservas para o jogo desta noite. Ele tocou o coração de cada pessoa no Rochdale Football Club desde que os conhecemos pela primeira vez, em fevereiro”, disse o treinador. Desde que tomou conhecimento da história do pequeno torcedor, o clube vem feito o possível para ajudar sua família. Financeira e simbolicamente, como no caso dessa ação. “Nenhuma criança deveria passar pelo que Joshua está passando. E nós, como um clube e um grupo de jogadores, vamos continuar fazendo o que for preciso para amparar ele e sua família. Esperamos que esse pequeno gesto possa trazer luz a essa família nesse momento tão difícil”.