O desejo de negociar Gareth Bale ficou claro no Real Madrid durante a última janela de transferências. O próprio treinador Zidane admitiu que o clube trabalhava nesse sentido. Depois que uma negociação com o Jiangsu Suning, da China, não se concretizou, o atacante galês acabou ficando. E se ficou, está jogando. Começou bem a temporada, com dois gols e três jogos como titular, mas afirmou em entrevista à Sky Sports que não está feliz.

“Entendo que fui feito de bode expiatório mais do que a maioria. Levo isso com uma pitada de sal, embora talvez nem tudo seja completamente justo. O fim da temporada passada foi difícil, não nego isso, não apenas para mim, mas para o time. Não diria que estou jogando feliz, mas estou jogando”, disse.

“Quando estou jogando, sou profissional e sempre dou tudo que posso, seja pelo clube, seja pela seleção. Tenho certeza que haverá mais turbulências, para ser honesto. Acho que é algo que vocês precisam falar com o Real Madrid e é entre eles e eu, e teremos que chegar a algum tipo de conclusão”, acrescentou.

Bale tem contrato até 2022 e afirmou que no futebol as coisas mudam muito rapidamente. “Voltando para a pré-temporada, eu apenas baixei minha cabeça e sei que houve muita conversa, pessoas dizendo coisas boas, ruins, o que queriam. Não foi o pior momento da minha carreira, não foi ideal, mas eu sei como lidar com isso e é sobre manter sua cabeça abaixada. Você é recompensado pelo trabalho e eu comecei a temporada bem e fiz uma boa pré-temporada, mesmo que não tenha sido o caso com os números dos jogos”, disse.

Com um Ryan Giggs pressionado, Bale está com a seleção galesa que enfrenta Azerbaijão, nesta sexta-feira, e depois Belarus pelas Eliminatórias da Eurocopa.

Confira abaixo o vídeo mais recente de nosso canal no YouTube – aproveita e se inscreva no canal!