O vice-presidente do Milan, Adriano Galliani, confirmou nesta quarta-feira que sua presença em Barcelona se deu para assistir ao jogo entre o time da casa e a equipe italiana, pelo Troféu Joan Gamper, mas também para tentar contratar o sueco Zlatan Ibrahimovic por empréstimo.

Galliani confirmou que as conversas entre os clubes continuarão amanhã e que a primeira tentativa não será a de contar com o atacante em definitivo.

“É uma negociação muito complexa, difícil, embora as relações com o Barcelona sejam ótimas. Porém, há uma montanha a ser superada que é o salário do jogador”, disse o dirigente.

Apesar de, em um primeiro momento, ter sido cogitada uma troca de atletas, o vice-presidente do Milan descartou a possibilidade: “nem com Borriello nem com Huntelaar”.

Para Galliani, Ibrahimovic é “um grande campeão que deu sua aprovação à ideia de jogar no Milan”.

Por sua vez, o secretário técnico do Barcelona, Andoni Zubizarreta, negou a possibilidade da saída de Ibra e nem sequer admitiu que existam negociações em andamento com o clube de Milão. “Ibrahimovic é jogador nosso e todo o resto são especulações”.

Zubizarreta também não deu detalhes sobre a possível contratação de Javier Mascherano. “Não podemos dizer nada até que as coisas estejam fechadas. Trabalhamos para obter o melhor elenco possível”. (EFE)