Quem assistiu aos dois jogos entre Ajax e Real Madrid sentiu que os holandeses não foram, de fato, inferiores aos merengues, mesmo perdendo o jogo de ida em Amsterdã. Frenkie de Jong avaliou exatamente assim. O meio-campista do Ajax disse que o jogo desta terça, vitória por 4 a 1 sobre o Real Madrid em Madri, não foi tão diferente do primeiro jogo, mas que em Amsterdã os holandeses tiveram azar. Mais do que isso, ele contou que tinha recebido um pedido do presidente do Barcelona para eliminar o Real Madrid.

LEIA TAMBÉM:
– Real Madrid 1×4 Ajax e a noção perfeita de que a história foi feita diante dos nossos olhos
– O mais legal na façanha do Ajax é testemunhar a vitória de uma filosofia de futebol
– É de arrepiar a energia do Ajax durante a comemoração de seu épico em Madri
– Tadic exibiu no Bernabéu um futebol magnífico, que vale por toda uma carreira

“Eu falei com eles quando assinei o contrato e eles me falaram para tentar eliminar o Real Madrid, porque isso seria ótimo para o Barcelona também”, afirmou De Jong em entrevista ao De Telegraaf antes do jogo de terça. O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, ligou para o jogador depois do jogo para parabeniza-lo. O meio-campista foi contratado por € 75 milhões, De Jong passará a defender o Barcelona a partir da próxima temporada.

Segundo o De Telegraaf, o meio-campista falou novamente com o presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu. À Veronica TV, De Jong falou sobre as sensações após a vitória por goleada. “É legal, mas estou mais feliz pelos torcedores do Ajax”, disse o meia. “É incrível vencer o Real Madrid com esses números, especialmente no Bernabéu. As pessoas talvez esperassem algo de nós, mas não desta maneira fantástica”.

“No primeiro jogo não foi muito pior do que isso, mas lá nós tivemos um pouco de azar no placar. Agora, tudo funcionou perfeitamente para nós”, afirmou De Jong. O jogador disse que não se importa em quem será o adversário na próxima fase. “Cada adversário será difícil. Nós seremos azarões, mas isso não é nada novo. Nós estamos felizes de seguir adiante, muito, muito felizes”.

No final do jogo, De Jong estava sentindo cãibra e errou de forma grave, perdendo a bola para Luka Modric. O gol não saiu, porque o meia tocou mal para Karim Benzema, que ainda escorregou. “Eu joguei um jogo decente, mas no final o jogo quase ficou perigoso de novo por minha causa”, afirmou o jogador. “Eu não deveria perder aquela bola, mas eu tive cãibras nas duas pernas”, continuou. “Em uma noite como essa, esse erro por sorte não foi punido”.

“Nós sabíamos que era possível conseguir um resultado aqui. Nós sempre acreditamos que se jogássemos o nosso jogo, nós poderíamos causar problemas a eles. Você já viu a partida que fizemos em Amsterdã”, disse o capitão do Ajax, o Matthijs de Ligt à Veronica TV. “Isso fomos nós no nosso melhor. Foi realmente um desempenho de time, o modo como nossos atacantes voltaram marcando foi ótimo. Nós causamos problemas ao Bayern, que era favorito, e eliminamos os campeões. Quem sabe até onde podemos ir?”, sentenciou ainda o jogador.

O nome do jogo, Dusan Tadic referendou algo que muita gente já tinha falado logo depois do jogo: que esse foi o jogo da sua vida. “Este provavelmente foi o melhor jogo de futebol que eu já joguei. Nós vencemos o melhor clube do mundo. Eu estou muito orgulhoso e eu acho que nós fizemos muitas pessoas felizes. No futebol, você tem apenas que relaxar e aproveitar o jogo”, afirmou o camisa 10 do Ajax.

“Nós temos um time muito bom e nós jogamos um bom futebol”, continuou Tadic. Ele comentou também sobre os dribles ao estilo Zinedine Zidane, um ídolo do Real Madrid, adversário da noite. “Zidane foi sempre meu jogador favorito. Talvez eu tenha assistido muitos dos seus vídeos”, brincou o jogador.

Quem também comemorou muito foi o técnico do Ajax, Erik ten Hag. “Não vamos esquecer que nós começamos nas fases preliminares. Mas nós ainda estamos na disputa de três títulos, e nós queremos vencer todos. Eu não tenho qualquer influência no sorteio, então eu não vou pensar nisso. Todos os possíveis adversários são grandes times. Mas o Real Madrid também era”, afirmou o treinador. “Isso foi perto da perfeição. Ao longo das duas partidas, nós definitivamente merecemos avançar à próxima fase. Eu gostei de assistir o time nesta noite”.