França

França fez uma festa cheia de nostalgia pelos campeões de 1998 com direito a golaço de Zidane

No dia 12 de julho de 1998, um grupo de franceses entrou para a história. Na final da Copa do Mundo, venceram os então detentores do título e dono de quatro títulos mundiais, o Brasil, na Copa do Mundo. Jogando em casa, o time comandado por Aimé Jacquet fez história, venceu o Brasil por 3 a 0 e conquistou o seu primeiro – e até hoje único – título mundial. Nesta terça, em Paris, os campeões voltaram a campo, 20 anos depois, para celebrar diante de um time de estrelas veteranas. Foi uma festa repleta de figuras marcantes do futebol dos anos 1990, incluindo Zinedine Zidane, que marcou um golaço.

LEIA TAMBÉM: [Copa Puntero] Sue Carpenter: O crime que ela não cometeu

O estádio foi a Arena U, um estádio que é também uma casa de shows, que recebe jogos de rúgbi e espetáculos. Já recebeu também jogo de basquete. O jogo entre França 98 e FIFA 98 foi o primeiro jogo de futebol do local. O local tem capacidade para cerca de 32 mil lugares. E foi uma festa muito legal, com os franceses cantando a plenos pulmões o hino do país antes da disputa.

Os dois times que foram a campo foram nomeados como França 98 x FIFA 98. A primeira reação, e eu sei que você teve a mesma reação, foi imaginar o jogo de videogame. Mas é quase isso: nomes como Davids, Patrick Kluivert, Toldo, Vieri e Stoichkov estiveram em campo pelo time da Fifa para enfrentar os franceses. E mais do que isso, algo muito divertido: o técnico do time da Fifa era ninguém menos que Arsène Wenger. Veja as escalações abaixo.

Do outro lado, o time da França de 1998 tinha quase todos os titulares, exceto por Didier Deschamps, por razões óbvias: o atual técnico da seleção francesa está na Rússia para a disputa da Copa do Mundo. Entrou Thierry Henry, que naquele time em 1998 ainda era jovem e reserva. Se tornaria preponderante pela seleção nos anos seguintes.

O time da Fifa saiu em vantagem com Morientes, Henry empatou para a França, Zidane marcou o segundo dos franceses em um golaço de falta. Mendieta voltou a empatar o jogo, mas Candela deu números finais à partida, 3 a 2 para a França.

No time da Fifa 98, um convidado: Usain Bolt, que entrou no segundo tempo para fazer uma graça. Não conseguiu, aliás.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo