Olhando no papel, o Lyon está longe de possuir um elenco tão badalado quanto o do Paris Saint-Germain. Seu técnico, Hubert Fournier, também fica distante do renome de Marcelo Bielsa. Porém, a fórmula bem mais modesta em Gerland vai dando resultados. As dificuldades financeiras enfrentadas nos últimos anos moldaram o clube, que deixou de ser o multicampeão da década de 2000 para apostar muito mais nas suas boas categorias de base. Uma fórmula que, neste momento, pode render o título de volta. E a prova concreta disso veio neste domingo, depois que a vitória por 3 a 0 sobre o Toulouse deixou os Gones na liderança da Ligue 1 – algo que não acontecia desde agosto de 2013.

VEJA TAMBÉM: Arrebentando no Lyon, Lacazette é um dos melhores atacantes da temporada

Obviamente, a falta de consistência do PSG nesta temporada e as oscilações do Marseille ajudaram o Lyon a tomar a ponta da tabela. Não é isso, porém, que diminui os méritos da equipe na boa campanha que faz no torneio. Apesar do jogo ofensivo de Bielsa, os Gones é que possuem o melhor ataque do Francesão, com 43 gols marcados em 20 rodadas. Já a defesa também apresenta bastante solidez, a segunda melhor do torneio, vazada apenas 17 vezes. Equilíbrio notável em relação aos últimos anos, especialmente pelo excesso de gols sofridos pela equipe. Neste momento, o time soma um ponto de vantagem sobre o vice-líder Marseille, além de quatro para PSG e Saint-Étienne, logo atrás.

Neste processo, a contratação de Christophe Jallet foi fundamental, dando experiência à linha defensiva e contribuindo nas subidas ao ataque. Entretanto, os grandes méritos de Fournier se concentram sobre o encaixe de suas peças e o amadurecimento das jovens promessas. O goleiro Anthony Lopes, o lateral Samuel Umtiti e os meio-campistas Jordan Ferri e Corentin Tolisso estão entre as pratas da casa que se firmaram desde pelo menos a última temporada. E quem tem estourado mesmo são Alexandre Lacazette e Nabil Fekir, principais armas ofensivas.

Melhor jogador do primeiro turno da Ligue 1, Lacazette segue afiado na retomada do torneio. O atacante chegou a 19 gols no campeonato depois de balançar as redes mais duas vezes contra o Toulouse. Combina qualidade técnica e faro de gol que devem garantir uma fortuna ao Lyon em pouco tempo. Já o seu principal companheiro é Nabil Fekir, atacante de 21 anos que se firmou entre os titulares nesta temporada e já soma oito gols, além de cinco assistências, no torneio. Apesar da pouca experiência, está entre os melhores do Francesão.

Contra o Toulouse, o Lyon iniciou a partida com oito jogadores formados em suas categorias de base. Teve amplo domínio da partida e ainda contou com boa atuação de outros que não tem tanto espaço assim, como Ghezzal. Para um clube que também revelou Benzema, Giuly, Ben Arfa, Rémy, Govou e outros talentos, a prova definitiva que o trabalho de formação está sendo bem feito. Até porque, contando praticamente apenas com seus garotos, é que os Gones despontam como favoritos desta vez.