Em 2016, um britânico entrou para o Guinness Book por seu vício no Football Manager. Darren Bland acumulava 154 temporadas no mesmo save do jogo. Sua marca caiu pouco mais de um ano depois. Seb Keenan entrou para o Livro dos Recordes ao atingir 170 temporadas consecutivas no mesmo save, mas logo seria superado pelas 221 temporadas do polonês Michal Leniec. Pois os meses se passaram e o novo detentor do recorde deixou os oponentes comendo poeira. Nesta semana, o alemão Sepp Hedel recebeu o selo do Guinness. Ele encadeou respeitabilíssimas 333 temporadas no mesmo save do Football Manager.

Hedel iniciou sua jornada em dezembro de 2017, na versão 2017 do game. Desde então, gastou 1.940 horas de jogatina no FM – cerca de três horas todo santo dia ao longo do período. “A maior parte do tempo eu joguei quando estava trabalhando na África, longe da minha família e dos meus amigos. Jogava o Football Manager desde 2015, então estava acostumado. O jogo ajudou a me distrair e a me manter ocupado”, contou o alemão, ao Guinness. “Depois que voltei à Alemanha, meu progresso ficou mais lento. Por causa do meu emprego, só estava em casa aos finais de semana. Mas ainda tinha algum tempo para jogar um pouco depois do expediente”.

O desafio de Hedel começou no United of Manchester, clube fundado por torcedores do Manchester United após a venda dos Red Devils a Malcolm Glazer em 2005: “Minha parte favorita do jogo é o desenvolvimento de clubes menores, então eu comecei com o United of Manchester, que conquistou a Premier League pela primeira vez em 2037, depois de seis vice-campeonatos! Foi um momento especial”.

O passo seguinte do alemão aconteceu no continente asiático, à frente do Bengaluru, clube que disputa a Superliga da Índia: “Depois de 50 anos em Manchester, eu tinha vencido tudo, então decidi tentar algo novo e assinei com o Bengaluru, da Índia. Foi um estilo de jogo totalmente diferente. Você não recebe milhões de publicidade e direitos de TV, assim como há uma limitação para estrangeiros, por isso desenvolvi jovens jogadores para atingir meus objetivos”.

Já o terceiro time de Hedel foi o Hereford FC, clube refundado após a falência do Hereford original em 2014: “Acabei retornando à Premier League com o Hereford em 2277. Entretanto, percebi o quão insanamente forte eu desenvolvi o United of Manchester. Foi ainda mais difícil superar meu antigo clube, mas eu finalmente consegui conquistar o título em 2289. Como cada clube é único, não tenho favorito. Mas, se fosse para escolher um, seria o Hereford”.

Questionado sobre os seus melhores momentos no save, o gamer listou: “A primeira vitória do United of Manchester sobre Manchester United e Manchester City foi muito especial. Assim como o primeiro título da Premier League e o primeiro da Champions, contra o Atlético de Madrid em 2037. Além disso, construir o maior estádio da Índia com o Bengaluru e alcançar três vezes a semifinal da Champions Asiática foram grandes feitos a um clube indiano”.

Ao longo de suas 333 temporadas, o alemão disputou um total de 15.768 jogos, vencendo 71% de seus compromissos. Além disso, foram 42.672 gols marcados e 15.563 sofridos. Conquistou 987 títulos (sendo 258 ligas, mais 729 copas) e recebeu 1.028 prêmios individuais como treinador. No mercado, foram 684 contratações e 491 vendas – em fluxos pouco intensos, se você analisar. Seu gasto total atingiu os £8,65 bilhões.

Para entrar no Guinness, o dono da marca não pode ter passado mais de 5% do tempo de férias no save do FM. Hedel, contudo, se recusou a sair de férias. “O jogo sempre te desafia e eu sempre buscava novos objetivos, portanto as férias não eram opção. Você não ganha a Champions League enquanto relaxa na praia”, declarou. E se disse lisonjeado com o nome no Livro dos Recordes: “É legal ter os seus esforços recompensados com um prêmio”. Depois de tantas horas, ele merece.

* A sugestão do post foi feita pelo leitor Leandro Romano. Valeu!