Você conhece o cenário: começa um jogo em um clube pequeno com o objetivo de subir com ele até a primeira divisão. Com um trabalho árduo, você consegue e lá está você, disputando a primeira divisão do Brasil com o Rio Branco do Acre. O problema é que você não tem nenhum rival. Zero. Nada de clássicos, porque os times da sua região ficaram pelo caminho. Você disputa o título cabeça a cabeça com o Atlético Mineiro há algumas temporadas, criou uma rivalidade – mas só na sua cabeça. No jogo, os times continuam distantes, tanto em geografia, quanto em rivalidade. É isto que vai mudar.

NEWSLETTER TRIVELA: Assine e receba conteúdo exclusivo no seu e-mail toda sexta

Miles Jacobsen, diretor do Football Manager, anunciou que teremos rivalidades dinâmicas no FM 2016, atendendo a um pedido feito na comunidade de jogadores (http://community.sigames.com). Com isso, o fato de você sempre se esbarrar com um time na disputa por posições, classificações, acessos contra o rebaixamento ou mesmo pelo título fará com que se desenvolva uma rivalidade com aquele time. Não só na sua cabeça, mas para os próprios jogadores, para a torcida e diretoria dos times.

Ou seja: as rivalidades deixam de ser algo escrito na pedra. Os resultados em campo, os confrontos, tudo isso passa a valer para criar rivalidades, o que é bem interessante. Até porque o jogo já faz contagens de vitórias sobre um determinado time ou técnico ou que um jogador específico faz muitos gols contra o seu time, mas isso não influencia na dinâmica do jogo. Gera apenas perguntas nas coletivas de imprensa – e uma raiva desgraçada quando você toma o 10º gol consecutivo daquele atacante que a imprensa disse que faz muito gol contra você. Agora, o seu time ficará com a rivalidade mais acirrada com o time do seu carrasco. É uma mudança significativa, especialmente para quem joga com times pequenos, mas não só isso.

Eu mesmo vivo a experiência de comandar o glorioso Juventus da Mooca e ter chegado à primeira divisão, disputando até vaga na Copa Libertadores. É tudo lindo, mas embora a minha diretoria e minha torcida considere Corinthians, São Paulo e Palmeiras como rivais por serem da mesma cidade, o oposto não acontece. E olha que alguns deles viraram meus fregueses – cheguei a fazer um 4 a 1 no São Paulo em pleno Morumbi em uma final de Campeonato Paulista.

Já com o Santos, eu criei uma rivalidade pessoal por ter perdido seguidas vezes em jogos de Paulistão, Libertadores e Brasileiro. A rivalidade continua igual no jogo. Em tese, com essa nova função, isso muda. E torna o jogo muito mais divertido. A sensação de vingança que você tem pessoalmente passará a ser também dos torcedores e diretoria. A cobrança por uma derrota também. Tudo tem dois lados.

LEIA TAMBÉM: Cherno Samba se aposenta como lenda do Football Manager e decepção em campo

Até porque isso acontece mesmo. Em 2005, a rivalidade entre Corinthians e Internacional ficou muito acirrada por causa do Campeonato Brasileiro daquele ano. São Paulo e Atlético Paranaense viveram uma rivalidade parecida por causa dos confrontos em Brasileirões de 2001 a 2005, quando os dois decidiram a Libertadores. Flamengo e Atlético Mineiro se tornaram rivais ferrenhos por causa das disputas nos anos 1980. Todas essas rivalidades que se criaram por disputas em campo, não por serem rivais locais.

É muito legal que o jogo possa aprender com essas disputas. É uma mudança teoricamente simples, mas que traz um impacto significativo em quem joga. Aquela freguesia que você cria com um time sem um motivo aparente passará a deixar os seus jogadores mais pilhados, o que gera efeitos positivos e negativos – os jogadores entram com a faca nos dentes para ter um bom desempenho, mas podem acabar expulsos.

Esta é a única novidade que temos sobre o FM 2016. O lançamento do jogo só deve acontecer em outubro. Até lá, certamente virão mais novidades. Ainda dá tempo de sugerir alguma função que você gostaria de ver no jogo no site da comunidade (http://community.sigames.com). Por enquanto, estamos ansiosos para saber o que mais virá por aí.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM:
UMA SAGA DE FM: Quando fui a primeira técnica mulher da Premier League e virei amiga do Mourinho
PARTICIPE: Queremos ouvir as suas histórias de Football Manager: nos conte a sua saga de FM
GAMES: Prepare a carteira, amante de games de esportes, pois o segundo semestre é seu!