Ao que tudo indica, ainda pendendo algumas confirmações das autoridades, o Campeonato Espanhol deve realizar uma de suas partidas em Miami, no próximo mês de janeiro. O duelo escolhido foi Girona x Barcelona, o que está causando uma série de polêmicas no futebol espanhol. O presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, entrou na conversa para dizer que não apoia essa medida. 

“Não jogaremos nos EUA”, afirmou o chefe de um clube que provavelmente receberia a proposta da agência que fez parceria com La Liga para atuar em outro país, caso essa prática seja mantida. “Não sei a quem isso interessa, mas não é aos clubes, nem aos torcedores. Nós recusamos com contundência”. 

O presidente de La Liga, Javier Tebas, respondeu Pérez, dizendo que atuar em Miami é voluntário, e nenhum clube é obrigado a fazer isso. Acrescentou que a empresa que apresentou essa proposta, a Relevent, é a mesma que organiza as turnês anuais do Real Madrid pelos Estados Unidos.