O Real Madrid fechou o mercado de transferências com muitos de seus torcedores insatisfeitos. Os merengues trouxeram Eden Hazard, mas a prometida renovação foi bem mais contida do que o aguardado e outros nomes midiáticos especulados não desembarcaram no Estádio Santiago Bernabéu. O presidente Florentino Pérez, ao menos, explicou um pouco melhor qual foi o entrave com Paul Pogba. Em encontro nesta quinta-feira, o dirigente apontou que não houve jogo com o Manchester United na mesa de negociações.

“Há jogadores que os clubes não querem vender. Em vários anos tentamos contratar Lewandowski e não aconteceu nada, porque ele não tem uma cláusula de rescisão e o Bayern não desejava vender. Não existe maneira de comprar. Isso aconteceu de novo com Pogba. Quando certos jogadores estiverem à venda, podemos ir atrás deles e tentar trazer”, declarou Florentino.

Segundo a imprensa inglesa, até mesmo a Adidas teria interferido na negociação de Pogba com o Real Madrid. Para valorizar o contrato firmado com o Manchester United, a marca alemã preferiu que o meio-campista permanecesse na Premier League. Além disso, o contrato atual do francês não possui cláusula de rescisão. A apuração do Mirror aponta que os Red Devils só aceitariam negociar o astro em janeiro por uma bagatela de £179 milhões.

Florentino Pérez ainda abordou outras temáticas relativas ao mercado. Questionado sobre os problemas do elenco atual, o presidente do Real Madrid ressaltou o que esses jogadores já fizeram no passado. Resgatou o currículo para respaldar o conjunto, além de garantir que não há problemas individuais. Florentino acredita que a derrocada na temporada passada pode ser explicada por uma questão de mentalidade geral, não de desempenho específico.

“Temos nove jogadores que já foram nomeados à Bola de Ouro e um elenco avaliado em 1,2 bilhão de euros. Na última temporada, o problema não foi só de um jogador. Foi de todos, de mentalidade. Contratamos atletas importantes, entre eles Hazard, o melhor jogador da Premier League”, avaliou o dirigente.

Florentino também respaldou o processo de contratações realizado pelo Real Madrid, garantindo que há uma visão de longo prazo: “Nós contratamos os melhores. Trouxemos jovens e cedemos alguns deles por empréstimo. Outros voltarão. Há um planejamento esportivo no mercado de transferências, que José Ángel Sánchez encabeça”.

O início de temporada, entretanto, resulta em muitas críticas – sobretudo a este planejamento e às insistências de Zinedine Zidane à frente do time. Os merengues venceram apenas um de seus primeiros três jogos pelo Campeonato Espanhol, com empates contra Valladolid e Villarreal. A tentativa de se recuperar acontece neste sábado, com a visita do Levante ao Santiago Bernabéu. Já na quarta-feira, a estreia na Champions guarda o embate com o Paris Saint-Germain dentro do Parc des Princes, no primeiro grande desafio dos clubes na temporada.