Um dos grandes baratos da Copa São Paulo de Futebol Júnior é que ela sacia um pouco daquela saudade que o futebol deixa desde o fim do ano. Melhor ainda que isso é ver quando aparecem garotos bons de bola, que podem subir para o time de cima. A final desta segunda entre Corinthians e Flamengo foi dessas que pode animar os torcedores. O empate por 2 a 2 foi emoccionante e, nos pênaltis, o Flamengo levantou a taça. Comemorar títulos é sempre importante, mas ainda mais do que isso é a perspectiva para o futuro. Os dois times têm jogadores capazes de serem úteis no time de cima e ainda são esperanças de serem até mais do que isso.

LEIA TAMBÉM: Sete revelações em finais da Copinha que não vingaram como profissionais

Cada time foi melhor em um tempo. No primeiro, o Corinthians marcou dois gols e mostrou um pouco da sua força. Os gols foram de dois jogadores que têm potencial: o centroavante Gabriel Vasconcelos foi o camisa 9 do time e mostrou boa movimentação e posicionamento. O segundo gol veio de um jogador que já vinha treinando no time principal e chegou a jogar, ainda que pouco, em 2015: Matheus Pereira. O meia, camisa 10 do time, recebeu um bom passe e chutou forte de canhota.

No segundo tempo, o Flamengo voltou com toda força. Fez um gol com paquetá, mal anulado pela arbitragem. Não demorou nada e diminuiu com Trindade. Eram só três minutos. Aos oito, um contra-ataque acabou sendo mortal com Matheus Sávio marcando o gol de empate. O 2 a 2 ficou no placar até o fim e a decisão precisou ser nos pênaltis. O goleiro Thiago, do Flamengo, acabou brilhando. No duelo particular com Filipe, com provocações que levaram os dois a tomarem cartões amarelos durante os pênaltis, o goleiro do rubro-negro levou a melhor: 4 a 3 e título.

A conquista levou o Flamengo à terceira taça, depois de 1990 e 2011. Mais do que isso, o time teve alguns bons nomes que podem ser utilizados pelo Flamengo já neste ano, pelo ótimo potencial que mostraram ter. Um deles é o capitão do time, Léo Duarte. A defesa do Flamengo teve roblemas no primeiro tempo, mas o zagueiro, ao longo da competição, mostrou que pode ser usado no time de cima, ao menos para se testar. Matheus Sávio oscila muito, mas sem dúvida tem talento. O volante Ronaldo é um dos mais preparados para jogar. Volante com categoria, tranquilidade e boa marcação. Além deles, o centroavante do time, Felipe Vizeu, também mostrou que pode ser um bom atacante para ser utilizado no time principal. o goleiro Thiago também vai muito bem.

O Corinthians, mesmo derrotado, tem o que comemorar. Revelou um bom time, com jogadores que podem ser utilizados no time principal. O lateral Léo Príncipe, por exemplo, mostrou que pode competir com Edílson para ser o reserva de Fagner. Vinícius Del’Amore mostrou que tem boas características para um zagueiro e pode compor o elenco, que perdeu muitos jogadores da sua posição. O volante Warian também merece ser melhor observado, assim como Léo Jaba, atacante, Gabriel Vasconcelos, também atacante, e Matheu Pereira, que já treinava com os profissionais. De todos, o mais talentoso é mesmo Maycon, volante canhoto, de boa qualidade técnica, artilheiro do time. É um grande jogador e tem tudo para se firmar no time, se tiver espaço para isso.

Não há time no mundo que consiga aproveitar times inteiros da base. É normal que muitos desses garotos acabem deixando o clube, indo tentar a carreira em times menores. Alguns deles irão vingar assim, outros não conseguirão ter sucesso. O funil do futebol é difícil de passar. Mas há talento ali que pode ser aproveitado.

Também é preciso tomar cuidado para não condenar garotos que erraram com os holofotes voltados para si, como Matheus Pereira, que deu uma cavadinha quando podia decidir a final da Copa São Paulo, ou mesmo o erro de Gabriel Vasconcelos, que bateu o pênalti muito mal também. Crucificar um jogador por um erro na Copinha é precipitado. Então, é trabalhar com esses jogadores. Muitos dos jogadores dos dois times têm um enorme potencial para estar no elenco principal dos times ou, ao menos, render um dinheiro para o clube em um futuro próximo.

Além dos dois times, vários times mostraram jogadores com talento para subirem para o elenco principal dos clubes. A pergunta que resta agora é: esses talentos que a Copinha revelou serão aproveitados?