O Wolfsburg teve uma grande temporada e comprovou isso neste sábado, diante do Borussia Dortmund, na Copa da Alemanha. Seu melhor jogador, Kevin De Bruyne, foi mais uma vez destaque, mas teve ao seu lado outro destaque: o brasileiro Luiz Gustavo. Os dois foram personagens importantes da virada que o time protagonizou diante dos aurinegros, que tentavam salvar a temporada. Os 3 a 1 conseguidos pelos Lobos em Berlim consagra o time e esses dois jogadores, que estiveram entre os destaques na Alemanha.

LEIA TAMBÉM: Rebaixado na 3ª divisão há dois anos, o Darmstadt venceu até o impossível e chegou à elite

Durante toda a temporada, o Wolfsburg foi melhor. Não por acaso terminou como vice-campeão, garantido na próxima Champions League, enquanto o Borussia Dortmund saiu da zona de rebaixamento no primeiro turno para alcançar só o sétimo lugar ao final da campanha. Só que em um jogo eliminatório e com os jogadores que o Dortmund tem, o jogo tinha potencial para ser bastante equilibrado. E a decisão em Berlim acabou sendo muito movimentada.

O bom início do Borussia Dortmund pareceu mostrar que o time aurinegro entraria para jogar como nos seus melhores momentos na temporada. Aos cinco minutos, Kagawa cruzou da direita e Aubameeyang, como um centroavante, encheu o pé e marcou 1 a 0. O time de Jürgen Klopp, técnico que se despedida da equipe, chegou a perder uma boa chance em um cruzamento que caiu nos pés de Marco Reus, que se enroscou com a bola.

Dali em diante, o Wolfsburg passou a atacar mais e conseguiu uma virada enorme ainda no primeiro tempo. Aos 22 minutos, Naldo cobrou falta com força, o goleiro Langerak rebateu e Luiz Gustavo, sozinho dentro da área, chutou de primeira para empatar, aos 22 minutos. Aos 33, Bas Dost recebeu lançamento longo e ajeitou para Kevin De Bruyne, que chutou de primeira, de fora da área, e marcou um belo gol. A defesa do Dortmund falhava na marcação e o Wolfsburg aproveitou. Cruzamento da direita de Perisic para Bas Dost, nas costas de Subotic, marcar de cabeça.

Com um placar bastante favorável, a estratégia do Wolfsburg foi tornar o jogo morno e aproveitar os espaços que o adversário dava. Foi assim que os Lobos perderam ao menos duas boas chances de ampliar o marcador em contra-ataques. O Dortmund tentava chegar no toque de bola, mas encontrava um time bem posicionado na defesa e uma imensa dificuldade na criação. Nenhum dos seus jogadores ofensivos estava em grande dia. Mkhitaryan, Kagawa e Reus pouco apareceram no jogo, enquanto Aubameyang, mesmo tentando participar da construção do jogo, pouco conseguia fazer.

O jogo serviu para dar a De Bruyne mais uma chance de brilhar, assim como Luiz Gustavo. Além deles dois, quem também se destacou, mesmo falhando em um gol, foi o zagueiro Naldo. Ele, que foi o jogador que mais vezes interceptou a bola na temporada da Bundesliiga (118 vezes no total) fez uma boa partida e ajudou o time da Volkswagen a manter uma boa postura defensiva e impedir os bons jogadores do Dortmund levassem perigo. Luiz Gustavo também se destacou no quesito que Naldo é líder. Com 97 interceptações, foi o terceiro melhor da liga. O volante brasileiro, titular na Copa do Mundo, também ficou entre os 10 primeiros colocados em desarmes.

Naldo e Luiz Gustavo foram bem, mas o craque do time na temporada foi mesmo De Bruyne. Foi o líder em assistências na Bundesliga, com 20, além de um dos melhores jogadores do campeonato. Pela pontuação do site Who Scored, especializado em estatísticas, ele só ficou atrás de Arjen Robben, da máquina do Bayern de Munique. Uma temporada para não esquecer mais. Não por acaso, o meia belga é tão especulado em outros clubes da Europa. Ele, e todo esse time do Wolfsburg, entra para a história. É o primeiro título da Copa da Alemanha na história dos Lobos. Uma conquista que qualifica o time para tentar mostrar a sua força em palcos europeus. Lá, a gente sabe, as coisas costumam ser muito mais complicadas.


Os comentários estão desativados.