O lateral Filipe Luís, de 34 anos, foi um dos contratados do estelar Flamengo de Jorge Jesus. Jogador da seleção brasileira, campeão da Copa América disputada por aqui, em julho, se tornou um dos oito jogadores contratados desde o início do ano que entraram no time titular. Do time de 2018, apenas Diego Alves, Willian Arão e Éverton Ribeiro seguem titulares. E Filipe Luís deu mais qualidade ao time que acabaria conquistando Campeonato Brasileiro e Libertadores. Direto do Catar, onde o time irá disputar o Mundial de Clubes, o lateral esquerdo garante: a sede por títulos segue intensa no Flamengo.

Olho na ciência

“Todo mundo sabe que eu sou incansável. Eu sempre estou perguntando coisas às pessoas”, disse o lateral brasileiro em entrevista ao site da Fifa, quando perguntado sobre seu amor por ciência. “Eu tenho todas essas dúvidas e perguntas por causa da ciência. Eu sempre estou procurando descobrir mais sobre o jogo ao nosso redor, procurando por respostas sobre por que estamos aqui”.

Um dos filho do lateral do Flamengo, Tiago, de seis anos, está seguindo o mesmo caminho do pai. “Ele está começando a fazer perguntas agora e eu adoro isso”, contou. “Eu gosto de falar com ele. Ele tem seu ponto de vista e é muito diferente”.

Olho na TV

Filipe Luís é conhecido por ser um amante de cinema e séries. Ele tem uma coleção de mais de 2 mil filmes em sua casa. “Com as crianças eu dificilmente tenho tempo para assistir nada atualmente”, revelou o catarinense. Apesar disso, ele teve tempo para ver algo que ele sentirá falta: Game of Thrones. “É a melhor série e é uma pena que tenha terminado”.

Apesar do interesse em outras áreas, o futebol é onde Filipe Luís se sente melhor. “É a única coisa que eu sei fazer bem. Eu me divirto muito mais no campo do que qualquer outra coisa”, continuou o jogador. Ele realizou um sonho de infância em 2019, ao se transferir para o time pelo qual torcia. “Ganhar o Campeonato Brasileiro é um sonho que eu tinha desde garoto”.

Olho na semifinal

O Mundial é sempre muito esperado pelo possível confronto entre os campeões sul-americano e europeu. Só que nem sempre isso acontece. Algumas vezes, o sul-americano caiu antes: Internacional em 2010, o Atlético Mineiro em 2013, o Atlético Nacional em 2016 e o River Plate em 2018. Por isso, Filipe Luís diz que o Flamengo está atento na semifinal.

“Isso aconteceu com outros times sul-americanos. Eles vieram aqui e perderam na semifinal. É por isso que nós estamos dando a este jogo a máxima prioridade. Nós teremos muito tempo para pensar na semifinal, se nós chegarmos lá”, disse, precavido, Filipe Luís.

O lateral lembrou que Jorge Jesus, atual técnico do Flamengo, foi técnico do Al-Hilal antes de acertar com o time brasileiro. “Ele era o técnico deles antes de vir para cá. Ele começou a montar o time, então ele conhece muito bem como eles jogam. Nós estamos muito preparados para este jogo”.

“Eu fico mais ambicioso à medida que o tempo passa e minha aposentadoria fique mais perto. Eu sempre quero vencer e aqui estamos na Copa do Mundo de Clubes, determinados a vencer. Nós vencemos o Campeonato Brasileiro e a Libertadores, mas temos a ambição de ganhar mais troféus”, afirmou o treinador.

A final da Libertadores foi um jogo que o Flamengo sofreu muito e jogou muito abaixo do que vinha fazendo antes. E a expectativa é voltar ao seu próprio nível neste Mundial de Clubes. “Nós sempre queremos a bola, não importa contra quem jogamos. Nós jogamos uma partida de posse de bola. Nós pressionamos o adversário o tempo todo e tentamos vencer e recuperar a bola e então nós tentaremos jogar nosso jogo. Nós temos alguns jogadores agressivos no último terço do campo e alguns jogadores únicos no ataque, que podem ganhar jogos para nós”.

NA TV
Flamengo x Al-Hilal
Terça-feira, 17/12, 14h30
Globo, SporTV