O Manchester City evitou uma punição mais severa da Fifa por contratação irregular de jogadores estrangeiros menores de idade. Atual campeão da Premier League, os Citizens foram punidos com multa de 370 mil francos suíços (£ 315 mil). Segundo a Fifa, o clube desrespeitou o artigo 19 das regulações da entidade sobre transferências, que trata da contratação de estrangeiros menores de idade.

O Chelsea foi sancionado pela Fifa em fevereiro, por violação da mesma regra em relação a 29 jogadores e foram punidos em £ 460 mil, além de serem proibidos por contratações por duas janelas consecutivas (julho/agosto de 2019 e janeiro de 2020). Antes disso, outros clubes também foram punidos por violações similares: o Barcelona, em 2014, e Real Madrid e Atlético de Madrid. Todos os casos por violações de regras relativas à contratação de jogadores menores de idade do exterior.

Os dirigentes da Fifa ainda não esclareceram se o City foi punido por violar da mesma forma que o Chelsea o artigo 19. Na época da punição ao clube de Londres, a Fifa anunciou que houve 29 violações ao artigo 19. O Chelsea está recorrendo da decisão da Fifa no Tribunal Arbitral do Esporte. Segundo a Sky Sports, os dois casos são complexos e tratados de forma separada pela entidade. A admissão de culpa do Manchester City também teria ajudado na designação de punição.

Segundo o Manchester City, as violações aconteceram antes de dezembro de 2016 e foram resultados de “uma interpretação erradas dos regulamentos em questão”. O clube diz que a violação da regra foi em relação aos jogadores em testes e a sua participação em jogos amistosos e que está “em total conformidade” desde então.

Os Citizens também informaram que “cooperaram totalmente” com a investigação da Fifa. “O clube aceita a responsabilidade pelas violações que surgiram como resultados de má interpretação dos regulamentos em questão”, diz comunicado do City. O clube está sendo investigado pela Uefa por suspeitas de violação do Fair Play Financeiro.

O que diz o artigo 19 da Fifa:

Transferências internacionais de jogadores estrangeiros não são permitidas para jogadores menores de 18 anos, a não ser que:

– Os pais (ou família) do jogador se mudem para o país do clube por razões que não sejam de futebol;

– A transferência seja dentro da União Europeia ou dentro da Área Econômica Europeia e o jogador entre 16 e 18 anos;

– Viva em um país a menos de 100 quilômetros do clube.

A Fifa deveria esclarecer o caso do Manchester City e por que a punição é diferente em relação ao Chelsea, ao Barcelona, Atlético de Madrid e Real Madrid. Seria importante por uma questão de transferência e para saber exatamente as regras violadas.

Camisa Puma Manchester City Home 2020
Camisa nova do Manchester CIty para a temporada 2019/20, agora fabricada pela Puma
A Trivela pode ganhar comissão sobre a venda.