A Jules Rimet desapareceu há 31 anos. A história oficial diz que o objeto de roubo na sede da CBD acabou derretida, embora muita gente diga que o tesouro parou nas mãos de algum colecionador do mercado negro. O que restam são as lembranças do antigo troféu dado à melhor seleção do mundo. Ou pequenas partes dela. Nesta semana, a Fifa encontrou em sua sede a base original da antiga taça, perdida há décadas em um depósito de sua sede.

A peça quadrada de mármore azul serviu de apoio à estátua de ouro entre 1930 e 1950, até ser substituída por uma base maior em 1954. “Nós acreditamos que nenhum presidente da Fifa desde Jules Rimet viu essa raridade. Achávamos que ela estava perdida no Brasil. É como encontrar uma múmia egípcia. Não podemos colocar preço nisso, porque é como uma joia da família”, declarou David Ausseil, diretor do museu da Fifa. De fato, até Indiana Jones sentiria orgulho se descobrisse este tesouro.

jules-rimet-base2