A Fifa anunciou neste sábado as 11 cidades que irão sediar a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, com uma das cidades, Moscou, com dois estádios. Além disso, a competição será dividida em cinco regiões, de forma que as seleções joguem sempre em cidades próximas para facilitar o deslocamento dos times e dos torcedores.

A medida não foi tomada no Brasil, o que fará algumas seleções terem que viajar longas distâncias em 2014. O Brasil, por exemplo, jogará em São Paulo, Fortaleza e Brasília – cidades em regiões completamente distintas do território brasileiro.

Moscou terá dois estádios, o Luzhniki e o Spartak, e formam a região Centro. São Petesburgo e Kaliningrado formam a região Norte. Os estádios Nizhny Novgorod, em Kazan, Samara, Sarans e Volgograd formam a região Volga. Rostov-on-Don e Sochi compõem a região Sul, além de Ekaterinburg.

“Eu acredito que todas [cidades] representam a nossa diversidade cultural e histórica do nosso país. Ao mesmo tempo, a sua natureza energética e a conexão com a tradição do futebol russo irão permitir que a Copa do Mundo deixe um legado poderoso e duradouro em todas elas”,  o afirmou o presidente do Comitê Organizador Local da Rússia-2018, Vitaly Mutko.