Três sul-americanos foram destaque nas suas estreias nas estreias na fase de grupos da Champions League. David Neres, do Ajax, ex-São Paulo, deu passe para o primeiro gol do Ajax contra o AEK, em casa, na vitória por 3 a 0. Gol, aliás, de Nicolás Tagliafico, outro destaque, com dois gols. Enquanto isso, o volante Maycon, ex-Corinthians, entrou no segundo tempo contra o Hoffenheim e foi decisivo: marcou um golaço para empatar o jogo em 2 a 2.

VEJA MAIS: Guia Trivela da Champions League 2018/19

Em Amsterdã, o Ajax sabia que precisava de uma vitória contra o adversário mais fraco do grupo. Só que no primeiro tempo, as coisas estavam difíceis. Foi só no segundo que o cadeado foi quebrado. Depois de cobrança de escanteio, a bola sobrou para David Neres, fora da área. O brasileiro usou a sua precisa perna esquerda para tocar para o meio da área, onde o lateral esquerdo Tagliafico apareceu livre e finalizar bem para marcar 1 a 0, logo no primeiro minuto do segundo tempo.

O Ajax ainda faria outros dois gols, aos 32 com uma jogadaça de Tadic para gol de Donny van de Beek, e depois fechou a conta aos 45 minutos do segundo tempo, de novo com Tagliafico. Desta vez, o lateral esquerdo, ex-Independiente, tocou por cobertura para marcar um golaço. Uma festa com um toque sul-americano na Johan Cruijff Arena.

No outro jogo, a legião brasileira do Shakhtar Donetsk participou diretamente do resultado final de 2 a 2 com um bravo Hoffenheim. O primeiro tempo já foi muito movimentado. Logo a seis minutos, Florian Grillitsch abriu o placar em uma tabela bonita com Leonardo Bittencourt. Ismaily empatou para o Shakhtar aos 27 minutos. Antes do fim da primeira etapa, Javard Nordveit, de cabeça, marcou depois de cobrança de escanteio de Andrej Kramaric, em um lance que o goleiro Andriy Piatov saiu muito mal.

A salvação do Shakhtar veio do Brasil. Maycon entrou no lugar de Alan Patrick (que atuava como volante).  O brasileiro entrou aos 41 minutos e, aos 36, em uma jogada que começou com Taison, passou por Marlos e chegou em Maycon, de fora da área, chutou forte, no cantinho. Um golaço, que decretou o empate por 2 a 2.

O volante, ex-Corinthians, tem muito potencial. Já alertamos aqui, porque tem grandes chances de acontecer: é um jogador com muito potencial de seleção brasileira. Se um dia for convocado, você provavelmente vai ouvir aquela bobagem de Cota Shagktar. Não dê bola, porque Maycon é muita bola mesmo. Tanto que faz falta ao Corinthians no Brasil. E conseguiu  um belo cartão de visitas.

Maycon comemora o seu gol pelo Shakhtar (Foto: Getty Images)