Família de Emiliano Sala: “Ver o mundo todo mobilizado tem sido uma ajuda infinitamente preciosa”

Família agradeceu todo o apoio e solidariedade que recebeu ao longo do tempo

A família de Emiliano Sala fez homenagens ao jogador, depois da confirmação na quinta-feira que o corpo resgatado na aeronave afundada no oceano era mesmo do argentino. O jogador, de 28 anos, viajava de Nantes para Cardiff para se apresentar, depois da transferência de € 17 milhões. O Cardiff se ofereceu para pagar a transferência do corpo do jogador para a Argentina. Em um comunicado divulgado à imprensa, os familiares do atacante agradecem as manifestações em todo o mundo em apoio ao jogador.

LEIA TAMBÉM: Para sempre, Emi: Nantes aposenta camisa 9 e eterniza a memória de Sala

O corpo do piloto David Ibbotson ainda não foi encontrado. A família de Sala fez um pedido para que as buscas por ele continuem. O corpo do piloto permanece desaparecido. “Nossos pensamentos vão para David Ibbotson e sua família, esperamos que as autoridades façam o seu melhor para encontra-lo”, diz comunicado assinado pela família de Emiliano Sala. O piloto tinha 59 anos e era nativo de Crowle, na Inglaterra.

“Nós gostaríamos de agradecer vocês todos pelos sinais de afeto e apoio no momento mais doloroso das nossas vidas. Ver o mundo todo mobilizado para nos apoiar nas nossas buscas tem sido uma ajuda infinitamente preciosa. Obrigado a vocês, nós agora podemos velar o nosso filho, nosso irmão”, diz ainda a nota. Romina, irmã de Emiliano, publicou no Twitter uma homenagem ao irmão. “Sua alma na minha alma irá brilhar para sempre, iluminando o tempo da minha existência. Eu te amo, Tito”.

O presidente do Cardiff, Vincent Tan, expressou suas condolências à família do atacante. “Eu quero expressar minhas mais sinceras condolências à família de Emiliano Sala pela sua perda. Eu estou pessoalmente muito triste por esse incidente. Este excelente jovem teria sido muito feliz e bem-sucedido em Cardiff City, onde teria feito um novo lar e muitos amigos”, disse o dirigente.

“O Cardiff City irá continuar a trabalhar com a AAIB e investigadores para encontrar como aconteceu a queda do avião e dar assistência à família de Emiliano”, disse Tan. “Nós oferecemos a eles para cuidar de levar Emiliano de volta para descansar com sua família na Argentina. Mesmo que ele esteja lá, sua alma permanecerá em nossos corações”.

Os clubes da Premier League vestirão uma braçadeira preta em homenagem a Sala na próxima rodada. O Cardiff também pediu para poder usar, mais uma vez, um narciso amarelo na camisa em homenagem ao jogador e piloto mortos, como fizeram no jogo contra o Bournemouth.

Na França, o Nantes ofereceu belas palavras para Emiliano, além de ter decidido aposentar a camisa 9, vestida pelo argentino. O Bordeaux, onde Sala jogou de 2010 a 2015, publicou uma nota lamentando a morte do atacante. “Emi, nos faltam palavras. Nós ainda lembramos seu rosto adolescente da Argentina, sempre sorrindo, mas já mostrando sua determinação, que era sua força. Atrás do jogador de futebol estava uma linda pessoa, um rapaz de ouro. Onde quer que você esteja hoje, nós esperamos que haja uma bola e um campo esperando por você, então você pode marcar gols e ser feliz pela eternidade”.