Jon Kabira sempre serviu de referência como a voz principal da Konami para os games da franquia Winning Eleven. No entanto, a partir de 2001, a empresa japonesa buscou reformular a marca de seu jogo. A versão “estrangeira” de International Superstar Soccer terminou rebatizada como Pro Evolution Soccer e logo elegeria um novo narrador para transmitir as emoções em inglês. A partir de PES 2 (equivalente ao Winning Eleven 6), Peter Brackley se tornou este novo símbolo da franquia. Permaneceu fazendo a dobradinha com Trevor Brooking até o PES 6 (o Winning Eleven 10), participando da era áurea do game no PlayStation 2. Voz que fica na memória de quem gastou horas na frente da tela sob a sua cadência nos relatos e que certamente deixará saudades, diante do falecimento do inglês aos 67 anos.

Nascido em Brighton e torcedor fanático do clube local, Brackley iniciou sua carreira nos anos 1970. Narrava jogos na rádio BBC local e seu sucesso o levou à sede da emissora em Londres. Ficou famoso por cobrir grandes eventos, incluindo a final da Copa dos Campeões em 1982, conquistada pelo Aston Villa. Logo depois, daria o seu salto à televisão, participando das transmissões da ITV na década de 1980, incluindo a Copa do Mundo de 1986. Brackley continuou ganhando espaço na TV britânica e também foi funcionário na Sky Sports. Tornou-se um clássico nas coberturas da Serie A pelo Channel 4, durante o período de excelência do futebol italiano na virada rumo aos anos 1990. Já nas últimas décadas, retornaria à ITV para participar das coberturas de mais quatro Copas, de 1994 a 2006. A fama consolidada o levou aos games.

O primeiro jogo com a participação de Brackley foi o Michael Owen’s World League Soccer ’99. Já a partir de 2002, aconteceu a associação com o PES. O estilo cadenciado e de frases de efeito se combinou bem com a tecnologia da época, em que as narrações de games eram ainda menos fluídas. Foi um concorrente à altura de John Motson, a voz principal da franquia Fifa naquele período, embora não tivesse o folclore ao seu redor como Jon Kabira. Ainda assim, várias e várias versões de Pro Evolution Soccer vendidas no Brasil tinham a presença do inglês.

Peter Brackley também era festejado por realizar trabalhos sociais ligados ao Brighton. Neste domingo, o clube confirmou o falecimento do narrador, sem especificar a causa de sua morte. “Muitos aqui no clube conheciam bem Peter. Ele era muitíssimo talentoso, engraçado e, acima de tudo, um bom homem. Sentiremos sua falta. Nossas condolências à família de Peter e a todos os seus muitos amigos”, declarou Paul Barber, chefe-executivo dos Seagulls. Ficam os sentimentos, a saudade e as boas lembranças.


Os comentários estão desativados.