O meio-campista Cesc Fàbregas está mesmo de saída do Chelsea, como se fala desde o fim de semana. O jogador, de 31 anos, tem contrato no clube apenas até o fim da temporada e recebeu proposta do Monaco. O espanhol tem interesse em se transferir, mas o Chelsea ainda não o liberou porque espera encontrar uma reposição antes. O técnico dos Blues, Maurizio Sarri, já deu sua opinião: o jogador deveria sair.

LEIA TAMBÉM: Para Pochettino, Tottenham precisa aumentar competitividade interna e gastar mais no mercado

 

“Eu posso apenas dizer a minha opinião. Eu não sei a decisão do clube. Na minha opinião, ele deveria sair”, disse Sarri na coletiva de imprensa. “Vocês sabem muito bem que neste clube há uma regra: a renovação de contratos acima de 30 anos é usualmente por um ano. Ele tem uma proposta de dois anos. Eu não quero um jogador muito importante como Cesc sem estar feliz”.

“Eu não quero falar sobre jogadores de outros times”, disse Sarri quando perguntado sobre a reposição. “Se Cesc sair, é claro que precisamos de uma reposição. Agora com os meio-campistas, estamos com problemas”.

A diretora do Chelsea, Marina Granavskaia, está impedindo a transferência por enquanto porque espera que o clube se acerte primeiros com as reposições. Segundo a Sky Sports, o clube está perto de um acerto para a contratação de dois jogadores para a posição: Nicolo Barella, do Cagliari, de 21 anos e desejado por clubes da própria Itália, e Leandro Paredes, de 24 anos, argentino ex-Roma, que Sarri conhece bem.

Ainda segundo a Sky Sports, Fàbregas já acertou com o Monaco para a próxima temporada por três temporadas, mais do que as duas que Sarri comentou, mas a sua transferência pode acontecer ainda neste mês, a depender do Chelsea conseguir efetivar a contratação das suas reposições.

Repor Fàbregas será uma missão complicada. Ele é atualmente o jogador mais capacitado para substituir Jorginho na sua função. Um organizador como primeiro jogador de meio-campo, com bom passe e capacidade de articulação, razão pela qual N’Golo Kanté foi adiantado para marcar mais avançado. Por isso também contribui mais com o ataque.

Barella é um jogador de características que tem alguma similaridade, mas está muito longe da qualidade e experiência de Fàbregas. Pode chegar lá, porém. Paredes é um jogador de qualidade, mas também de características um pouco diferentes de Fàbregas. Substituir o espanhol será muito complicado, mas isso pode não ser um grande problema, porque Sarri não o aproveitava muito o jogador.

Na atual temporada, Fàbregas tem apenas 16 jogos disputados, sendo 10 deles como titular. Jogou poucos minutos até aqui: 975. Na Premier League, só 175 minutos, em seis jogos – sendo titular em só um deles. Fàbregas quer sair porque sabe que tem qualidade para jogar toda semana, e o Monaco precisa de ajuda. Thierry Henry, atual técnico do clube francês, já confirmou que está em contato constante com o jogador, com quem atuou na época de Arsenal – quando ele era um veterano e Fàbregas um novato.

Tudo indica que a transferência vai acontecer. Ao final da temporada certamente, depois do acerto entre Fàbregas e o clube. Provavelmente ainda em janeiro, assim que o Chelsea garantir ao menos um dos reforços pretendidos. O Monaco espera por isso – e precisa de Fàbregas. Certamente mais que o Chelsea.