O Monaco se manteve na liderança do Campeonato Francês conquistando sua 19ª vitória, desta vez sobre o Guingamp. Quem marcou o gol da vitória foi o brasileiro Fabinho, que cobrou um pênalti com muita categoria já no final do jogo. O placar acabou sendo 2 a 1, o que faz o time se garantir na primeira posição com 62 pontos.

LEIA TAMBÉM: Bielsa chega ao Lille para ditar o jogo em um momento de transformação, sob novo dono

Comandado por Leonardo Jardim, o Monaco é uma máquina de fazer gols nesta temporada. São 78 até aqui só na Ligue 1, com 25 sofridos (saldo, portanto, de 53). O segundo melhor ataque, do PSG, tem 50 gols. Neste sábado, Falcao García passou em branco. Os autores dos gols foram dois jogadores originalmente de defesa.

O zagueiro Kamil Glik já se especializou nas bolas paradas. Ele completou um cruzamento que foi desviado para empurrar para o gol, aos 24 minutos do primeiro tempo. Mesmo jogando fora de casa, no estádio Municipal de Roudourou, o Monaco dominou o jogo, mas o segundo gol só saiu no fim.

Aos 41 minutos, Karol Johnsson derrubou Mbappé na área. Pênalti que Fabinho cobrou com uma imensa categoria: uma cavadinha no meio do gol que praticamente decidia o jogo. Praticamente porque nos acréscimos o Guingamp ainda diminuiu, com Didot. O placar ficou mesmo em 2 a 1.

Leonard Jardim atribuiu a dificuldade do jogo ao cansaço. O time jogou com o Manchester e acabou derrotado pelo Manchester City por 5 a 3, no primeiro jogo das oitavas de final da Champions League. Até por isso, o treinador mexeu bastante no time. Mesmo com a suspensão do lateral esquerdo Mendy, Jorge não jogou. Sidibé, titular na direita, jogou pela esquerda e Almamy Touré jogou na direita.