FA abre investigação sobre Suárez por racismo

A Uefa irá ser auxiliada pelo Parlamento Europeu no combate contra as apostas ilegais. Foi aprovada nesta quarta-feira uma resolução que prevê a cooperação entre a entidade esportiva e o órgão público visando o maior controle de apostas feitas na internet. O Parlamento ainda recomenda que as fraudes sejam penalizadas como ofensa criminal em todo o continente.

“Estou contente com essa notícia e gostaria de parabenizar o Parlamento Europeu por se posicionar de maneira firme ao lado da Uefa e contra as organizações criminosas que têm orquestrado a manipulação de resultados na Europa. Trabalhando juntos, nós podemos parar a maior ameaça diante do futuro do esporte no continente”, afirmou o presidente da confederação, Michel Platini.

A resolução pede o reconhecimento dos direitos de propriedade da Uefa diante do retorno financeiro das empresas de apostas. A França é o primeiro país a se adequar a esta medida. A federação continental acredita que a cooperação das companhias trará “mais transparência, melhor monitoramento e controle dos mecanismos” e irá prevenir a lavagem de dinheiro em torno das apostas.

Em março, a Comissão Europeia adotou um documento para regulamentar apostas online no mercado interno. A decisão do Parlamento acontece dois meses depois de o Conselho Europeu aprovar em setembro uma recomendação em erradicar o problema no futebol.