A torcida do Borussia Dortmund não é reconhecida apenas por seus espetáculos nas arquibancadas. Os aurinegros também possuem um engajamento social imenso, para defender causas e promover ações. E, diante da emergência gerada pela pandemia de coronavírus, a Südtribune se prontificou a ajudar. Os ultras que frequentam a Muralha Amarela anunciaram uma bela iniciativa nesta semana, para auxiliar idosos e pessoas em grupos de risco, bem como os pacientes isolados em quarentena.

As torcidas organizadas do Borussia Dortmund disponibilizarão voluntários para realizar tarefas básicas às pessoas com imunidade mais baixa. Os aurinegros se ofereceram para fazer compras no supermercado, buscar remédios e cumprir outras atividades nas ruas. Desta maneira, os pertencentes aos grupos de risco e os infectados podem seguir em seu isolamento dentro de casa, sem se expor ou sem expor outros indivíduos.

“Todos sabem da situação ao redor do coronavírus e, por isso, não precisamos de mais palavras. É muito mais uma questão de mostrar solidariedade e assumir a responsabilidade pela sociedade como um todo. Queremos ajudar as pessoas que atualmente pertencem aos grupos de risco. Por favor, apenas aceite esta oferta se você realmente pertencer aos grupos de risco ou se estiver em quarentena”, escreveram os torcedores, em carta assinada por três grupos uniformizados – The Unity, Desperados e Jubos.

Todos os dias, os voluntários estarão disponíveis para atender os necessitados em toda a cidade de Dortmund. Os ultras disponibilizaram um telefone de contato, para que sejam acionados das 11h às 17h. Neste primeiro momento, ainda analisarão a demanda para que os pedidos sejam concluídos por seus membros a cada dia.

Ao longo das últimas horas, mais torcidas alemãs anunciaram medidas similares, em diferentes regiões do país. Stuttgart, Augsburg, Alemannia Aachen e Lippstadt são alguns grupos de ultras que se posicionaram neste sentido. A solidariedade prepondera de maneira grandiosa. Fica o exemplo a outras torcidas nos mais variados cantos do mundo e a outras pessoas fora dos grupos de risco que podem auxiliar os necessitados neste momento de exceção.