Impedidos de comparecer ao Monumental de Núñez na semana passada, os torcedores do Boca Juniors usaram o confronto contra o Rosário Central, sete dias depois, como ocasião para comemorar em grande estilo a vitória sobre o River Plate fora de casa. Faltando 15 minutos para o final do tempo regulamentar, alguns hinchas, vestidos de “fantasmas da B”, escalaram os alambrados da Bombonera e, com fogos de artifício ao fundo e uma imagem no telão do estádio fazendo provocação ao arquirrival, escracharam os Millonarios.

A provocação foi tão intensa que o árbitro da partida teve que paralisar o jogo e pedir que algumas faixas exibidas pela torcida fossem abaixadas. O episódio custou caro ao time no jogo. Melhor no confronto até então e vencendo por 1 a 0, os xeneizes diminuíram seu ritmo após a paralisação e, no final da partida, tomaram o gol de empate, marcado por Loco Abreu.

Além disso, as consequências negativas podem se estender por mais tempo. Isso porque a celebração deverá render ao clube uma punição de dois jogos com os portões fechados na Bombonera. Como se não bastasse o fraco esquema de segurança argentino impedir que os torcedores do Boca fossem ao Monumental comemorar o triunfo sobre seu maior rival, há ainda punição para o time por apenas celebrar a vitória e brincar com o adversário. Não se surpreendam se, daqui a alguns anos, for proibido também o grito de gol!