Ex-presidente da federação tcheca é preso

O ex-presidente da federação tcheca, Frantisek Chvalovsky foi condenado nesta terça-feira a dez anos de prisão. A informação foi dada pela porta-voz da corte municipal de Praga, Martina Lhotakova.

Chvalowsky, 57 anos, foi considerado culpado das acusações de ter fornecido informações falsas ao banco tcheco “Komercni Banka” para receber U$$ 88 milhões, em tese para financiar alguns negócios. O dinheiro, porém, foi gasto com despesas pessoais.

O ex presidente, que passou oito anos à frente da federação tcheca e saiu do cargo em 2001, nega as acusações e apelou da sentença, mas não se pronunciou após o julgamento.