O Everton fechou contrato de três anos com a dinamarquesa Hummel para ser sua fornecedora de material esportivo. Com isso, o clube de Liverpool deixará de usar a inglesa Umbro como fabricante das suas camisas do tradicional clube de Goodison Park.

A Umbro estava no clube desde 2014, mas o clube preferiu exercer a opção de trocar de fornecedor, um ano depois do último contrato. O negócio com a Umbro rende atualmente algo entre £ 4 milhões e £ 5 milhões por temporada. Assim, os Toffees poderão ter um aumento muito significativo nos seus rendimentos nesse campo com a nova marca.

O clube já tinha anunciado em fevereiro que trocaria o patrocinador principal do clube para a próxima temporada. A SportPesa tinha contrato por mais dois anos com o time de Liverpool. A equipe continuará vestindo tanto a SportPesa quanto a Umbro até o fim da atual temporada, 2019/20, seja quando for que ela terminar. A Hummel irá vestir o time masculino, feminino e também as categorias de base do Everton.

“É realmente importante que nós tiremos o máximo valor dos nossos acordos comerciais e este é valor recorde para o clube na parceria técnico para o Everton”, afirmou a chefe-executiva do clube, Denise Barrett-Baxendale. “Nós todos ficamos impressionados com a originalidade da Hummels, o comprometimento com a qualidade e visão para desafiar as expectativas”.

Faz tempo que a Hummel não aparece na Premier League. Embora seja uma empresa relativamente conhecida no futebol, o último clube na primeira divisão inglesa a usar a marca dinamarquesa foi o Aston Villa na temporada 2006/07.

Um tradicional clube inglês que migrou para a fabricante recentemente foi o Middlesbrough, a partir da temporada 2018/19. Antes, vinha de uma parceria de nove anos com a Adidas. Os torcedores receberam muito bem as novas camisas, que foram inspiradas em uniformes históricos do time.

“Entrar na Premier League é integral no nosso ambicioso plano de crescimento, expansão internacional e foco no esporte. O momento também é perfeito já que o aniversário de 50 anos que a lenda do clube Alan Ball introduziu a Hummel no mercado do Reino Unido com suas lendárias chuteiras brancas”, disse o CEO da Hummel, Allan Vad Nielsen.

Embora seja uma melhora significativa no atual acordo de fornecimento de material esportivo, o Everton está muito longe dos principais clubes do país nesse quesito. O Manchester United recebe £ 75 milhões por ano da Adidas. O Liverpool tem um contato de £ 45 milhões por ano, mas fechou com a Nike e começará a vestir a marca americana na temporada que vem em um acordo estimado em £ 80 milhões por ano.

O Manchester City tem um acordo com a Puma de £ 65 milhões por ano. O Chelsea tem um contrato de £ 60 milhões com a Nike, valor igual ao que recebe o Arsenal, mas da Adidas. O Tottenham é quem menos recebe entre os times do alto da tabela, em um contrato de £ 30 milhões por ano.