Champions LeagueEuropa

Valente: Milan se impõe e vence Barça com autoridade

Corajoso, o Milan encarou o Barcelona sem aquele famoso medo de se expor aos contragolpes do adversário. Sabendo que quase todo rival que tenta jogar de igual para igual com os catalães acaba perdendo feio, os comandados de Massimiliano Allegri esqueceram os pudores e fizeram uma atuação surpreendentemente ofensiva. O 2 a 0 no placar foi um desfecho justíssimo e coerente ao que foi apresentado no gramado do San Siro.

Em casa, empurrados pela sua torcida, os rossoneri pressionaram a defensiva blaugrana e testaram por algumas vezes o goleiro Valdés, que realizou algumas defesas simples durante o primeiro tempo. Tentando enxergar algum espaço na barreira dos visitantes, o Milan partia para o campo de ataque com certa frequência. Prudente e sobretudo paciente, o Barça avançava com lentidão, sem fugir ao estilo que foi consagrado nos últimos anos.

Durante os 45 minutos iniciais, um duelo entre a cautela e o oportunismo, presente nas iniciativas milanistas. Da parte do Barcelona, uma paciência tremenda para dominar a bola e tentar conduzí-la até a faixa intermediária. Ditando o ritmo de jogo, a equipe visitante tornou o duelo um tanto quanto tedioso. Restava algum jogador de destaque chamar a atenção no segundo tempo, tarefa que coube a Boateng.

Montolivo pegou um rebote e arrematou de muito longe. A bola resvalou na defesa espanhola, bateu no braço de Zapata e sobrou limpa para Boateng pegar de primeira e acertar o canto de Valdés, rendido pelo inesperado. Com o gol sofrido, o Barça se soltou um pouco e passou a levar perigo com Iniesta e Xavi, que tentaram tiros de longa distância. A tímida reação não foi suficiente e ao invés de buscar o empate, continuaram tentando gastar tempo com a bola nos pés.

Pois quem brilhou mesmo sem ter a posse foi o Milan. Objetiva, guerreira e quase cirúrgica na segunda etapa, a formação de Allegri encontrou inspiração para fazer uma linha de passe mortal e definir a vitória. Uma vantagem imensa para a partida no Camp Nou, em 12 de março. Além do agregado de 2 a 0, a moral com que os italianos chegarão em Barcelona será altíssima e aí sim devemos ver um duelo mais franco.

football formations

Destaque do jogo

Muntari esteve bem na marcação, pelo Milan. Enquanto o meio campo do Barcelona esteve sonolento e sem criatividade, o ganense apareceu com a sua explosão no lance do segundo gol, desmontando o sistema defensivo dos visitantes. Mostrou talento e personalidade durante os 90 minutos. Vale registrar a comemoração de Balotelli e Robinho nos camarotes do San Siro. Veja aqui.

Momento-chave

Certamente o segundo gol do Milan foi o principal momento deste encontro. Enquanto o placar estava em 1 a 0,  a sensação era que o Barça poderia chegar ao empate em qualquer lance. Faltou mais vontade, ou “sangue quente” aos comandados de Jordi Roura. Esta apatia ficou evidente no lance em que El Shaarawy conseguiu tranquilamente dominar a bola no meio da área -sozinho- e abrir o jogo com Muntari, que foi muito feliz ao chutar de primeira para balançar as redes.

Os gols

5/2T – GOL DO MILAN! Montolivo chuta do meio da rua, a bola explode na defesa, resvala em Zapata e sobra para Boateng, que arremata forte para abrir o placar.
35/2T – GOL DO MILAN! Milan encontra espaço e Niang inverte com El Shaarawy. O garoto mata a bola e joga na esquerda com Muntari, que bate de primeira para cravar a vitória italiana.

Curiosidade

A última vez que o Barcelona perdeu por dois gols de diferença na Liga dos Campeões foi em 2010, contra a Internazionale de José Mourinho, no San Siro.

Ficha técnica

MILAN 2X0 BARCELONA

Milan_escudo MilanChristian Abbiati, Cristian Zapata, Phillippe Mexès, Ignazio Abate, Kévin Constant, Massimo Ambrosini, Riccardo Montolivo, Sulley Muntari, Kevin-Prince Boateng, Giampaolo Pazzini (Niang, 29/2T) e Stephan El Shaarawy (Bakaye Traoré, 44/2T). Técnico: Massimiliano Allegri
Barcelona_escudo BarcelonaVictor Valdés, Gerard Piqué, Carles Puyol (Javier Mascherano, 44/2T), Jordi Alba, Daniel Alves, Sergio Busquets, Cesc Fàbregas (Alexis Sánchez, 16/2T), Xavi Hernández, Pedro Rodríguez, Andrés Iniesta e Lionel Messi. Técnico: Jordi Roura
Local: San Siro, Milão (ITA)
Árbitro: Craig Thomson (ESC)
Gols: Boateng, 11/2T, Muntari, 35/2T
Cartões amarelos: Mexès, 25/1T, Busquets, 9/2T, Piqué, 12/2T, Traoré, 46/2T
Cartões vermelhos: nenhum

 

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é editor-chefe da Revista Relvado, zagueiro ocasional, ex-jornalista, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo