Champions LeagueEuropa

Os grandes jogos do passado que se repetem nas oitavas da Champions 2014/15

Ainda faltam semanas para a abertura dos mata-matas da Champions League. Mas só o sorteio das oitavas de final bastou para criar enormes expectativas pelos jogos que vêm por aí. São três revanches de peso da última temporada, a reedição de uma decisão passada, encontros e reencontros que podem ser interessantes. Mais olhares estarão voltados para Chelsea x PSG, Barcelona x Manchester City, Borussia Dortmund x Juventus e Real Madrid x Schalke 04. E que recontam um pouco da história do torneio.

CONFIRA: Estes são os confrontos das oitavas de final da Champions

Dos oito duelos sorteados, quatro aconteceram em edições passadas da Champions. Recontamos um pouco desses momentos, com vídeos dos grandes jogos. Confira:

Borussia Dortmund x Juventus

Histórico do confronto: 3 jogos, 2 vitórias do Dortmund, 1 vitória da Juventus
O grande jogo: Dortmund 3×1 Juventus, final de 1996/97

O duelo de mais tradição nas oitavas de final da Champions foi um dos grandes clássicos das competições europeias durante a década de 1990. Somando jogos por outros torneios, Dortmund e Juve se pegaram sete vezes, a primeira na decisão da Copa da Uefa de 1993, quando Roberto Baggio arrebentou no Signal Iduna Park e os bianconeri venceram as duas partidas. O troco aconteceu em maior nível, na final da Champions de 1997. O Dortmund contava exatamente com dois alemães que defenderam a Juventus naquela conquista, Kohler e Möller. E a experiência da dupla, assim como o talento de nomes como Sammer e Chapuisat, foi fundamental para a vitória no Estádio Olímpico de Munique. Os aurinegros evitaram o bicampeonato continental do time de Zidane, Del Piero e Deschamps com o triunfo por 3 a 1, dois gols de Karl-Heinz Riedle – justamente quem sorteou as bolinhas na cerimônia da Uefa.

1997 (May 28) Borussia Dortmund (Germany) 3… por sp1873

Chelsea x Paris Saint-Germain

Histórico do confronto: 4 jogos, 2 vitórias do Chelsea, 1 empate, 1 vitória do PSG
O grande jogo: Chelsea 2×0 Paris Saint-Germain, quartas de final de 2013/14

O PSG tinha consistência o suficiente para chegar ao menos nas semifinais da última Champions. Porém, o sorteio foi pouco generoso, colocando o Chelsea no caminho dos franceses já nas quartas de final. E, por um bom tempo, o PSG fez crer que poderia chegar longe. Venceu no Parc des Princes por 3 a 1, mas o gol de Hazard descontando acabou sendo fundamental. Em Stamford Bridge, os Blues buscaram a vitória por 2 a 0 e a classificação aos 42 do segundo tempo. Gol de Demba Ba, que cresceu torcendo para os parisienses.

Barcelona x Manchester City

Histórico do confronto: 2 jogos, 2 vitórias do Barcelona
O grande jogo: Barcelona 2×1 Manchester City, oitavas de final de 2013/14

A sensação de filme repetido é imensa. Afinal, nesta mesma fase é que os dois gigantes se cruzaram na última Champions. O City finalmente conseguia superar o seu grupo, mas acabou encontrando extremas dificuldades para superar o Barça. Por mais que o time de Tata Martino não estivesse tão afinado e Messi passasse por uma fase de baixa, o camisa 10 decidiu ambos os duelos, com Daniel Alves também marcando em ambos. Quando mais precisava vencer, na volta no Camp Nou após perder por 2 a 0 em casa, os Citizens não pressionaram o suficiente.

Real Madrid x Schalke 04

Histórico do confronto: 2 jogos, duas vitórias do Real Madrid
O grande jogo: Schalke 04 1×6 Real Madrid, oitavas de final de 2013/14

Certamente os torcedores do Schalke 04 se contorceram ao ver o Real Madrid outra vez no caminho do clube nas oitavas de final. Porque, na última temporada, os merengues realizaram o seu maior massacre em Gelsenkirchen. Os 6 a 1 na Veltins Arena foi o ápice do trio formado por Cristiano Ronaldo, Benzema e Bale naquela campanha. E, péssima notícia, eles estão ainda mais afinados neste momento. O consolo dos alemães só veio no golaço de Huntelaar. Desta vez, já será lucro evitar os 9 a 2 no placar agregado.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo