Europa

Mourinho: “Galatasaray não jogou com 11, e sim 50 mil”

A derrota do Real Madrid diante do Galatasaray causou impacto pela intensa movimentação no placar na segunda etapa. Os 3 a 2 a favor dos turcos, que ainda sim foram eliminados da Liga dos Campeões, incendiaram a torcida local, que durante os 90 minutos foi infernal e ajudou muito na reação de sua equipe.

LEIA MAIS
Suando frio: Real sofre contra Galatasaray, mas avança

Toda essa pressão, de Drogba e seus colegas, empurrados pela vibração nas bancadas, foi enaltecida por José Mourinho, contente com o apresentado e comentando sobre a adversidade em Istambul. De acordo com o treinador, o Galatasaray entrou em campo em maior número: “Não tive tempo para ficar nervoso. Eles entraram não com 11, mas sim com 50 mil homens. Nesse tipo de confronto, tivemos tudo a perder. Agora teremos este jogo nas semifinais, certamente contra um grande time. Não sabemos quem será, mas a certeza é de um excelente duelo. As coisas ficarão bem mais difíceis, e por agora iremos aproveitar o momento, sem ter medo de nada”, frisa.

Cristiano Ronaldo também entrou na onda de Mourinho e já mira o confronto das semifinais. A dificuldade foi clara no Ali Sami Yen e o português não se esqueceu de salientar as adversidades: “Estamos felizes de avançar após um embate tão difícil. Este jogo serve como exemplo para o futuro: no futebol, não se pode desperdiçar tantas chances. Elas fazem as coisas se complicarem para o nosso lado. Precisamos ter certeza de que estamos totalmente focados nos 90 minutos. Me sinto bem: fiz meu trabalho, estou motivado e ansioso para ver quem virá no sorteio”, finaliza.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo