Champions LeagueLiga Europa

Força, Ibra! O Ajax x Lyon que marcou a estreia avassaladora do craque, aos 20, na Champions

Apesar da classificação às semifinais da Liga Europa, é difícil imaginar um torcedor do Manchester United que não tenha lamentado por Zlatan Ibrahimovic. Ou qualquer fã do sueco. Ou tantos e tantos apaixonados por futebol. É uma pena que o centroavante perca o restante de uma competição que parecia moldada a ele. Ibra teria a chance de disputar a decisão na sua Suécia, quem sabe contra o seu Ajax e para tentar buscar seu primeiro título continental de peso – além da Supercopa Europeia de 2009, quando defendia o Barcelona. Porém, a lesão no joelho sofrida diante do Anderlecht deve tirá-lo de campo por meses (em previsão ainda não confirmada pelos médicos dos Red Devils, apesar dos rumores) e que coloca um enorme ponto de interrogação à sequência de sua carreira, aos 35 anos e sem destino definido a partir de julho.

VEJA TAMBÉM: O Ajax ressuscitou para um milagre sem tamanho na Liga Europa e estará nas semifinais

O sorteio das semifinais, além de tudo, trouxeram lembranças do melhor de Ibrahimovic. Enquanto o Manchester United pegará o Celta, o Ajax vai encarar o Lyon. Há quase 15 anos, holandeses e franceses se cruzaram na primeira fase de grupos da Liga dos Campeões 2002/03. E, independentemente da fama que sustenta no principal torneio da Europa, o artilheiro acabou com aquele jogo. Aos 20 anos, só tinha disputado as preliminares da Champions até então. Fazia a estreia na etapa principal do certame, logo enfrentando os campeões franceses. Pois o craque decidiu na Amsterdam Arena, anotando os dois gols na vitória por 2 a 1 dos Godenzonen, treinados por Ronald Koeman.

Ibra precisou de apenas 11 minutos para marcar o seu primeiro golaço. Entortou Edmílson na marcação, antes de chutar uma bomba no cantinho, vencendo o goleiro Grégory Coupet. Depois, aos 34, o sueco foi oportunista o suficiente para completar a jogada Victor Sikora, iniciada com belíssima enfiada de Jari Litmanen. O Lyon, com Juninho Pernambucano em campo, descontou apenas no segundo tempo. Após lançamento da defesa, Sonny Anderson marcou um gol “zlatanesco”. Aplicou um chapéu na marcação, antes de encobrir Marteen Stekelenburg.

Aquela vitória seria fundamental para a classificação do Ajax. Os holandeses terminaram na segunda colocação do Grupo D, atrás da Internazionale e com os mesmos oito pontos do Lyon. Avançaram graças à vantagem no confronto direto. Passariam ainda pela segunda fase de grupos, em chave duríssima ao lado de Valencia, Roma e Arsenal. Caíram apenas nas quartas de final, para o Milan, que ficaria com a taça. Ibra encerrou o torneio com cinco gols. Curiosamente, esta havia sido a última campanha dos Godenzonen às quartas de final de uma competição europeia até a atual temporada. Conseguiram superar nesta Liga Europa.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo