Eurocopa

Ragnar Sigurdsson, o zagueiro da Islândia que parece não gostar muito de futebol

Se você assistiu ao jogo entre Inglaterra e Islândia, pelas oitavas de final da Eurocopa, certamente o nome de Ragnar Sigurdsson não te soa estranho. Isso porque o zagueiro teve uma enorme participação na classificação da seleção islandesa para a antepenúltima fase do torneio, já que foi o autor do primeiro gol na vitória de 2 a 1 sobre os ingleses. O que você não deve imaginar é que Ragnar, apesar de dar seu melhor em campo em cada atuação (como todos os jogadores da equipe islandesa, aliás), não é tão chegado em futebol assim. Sim, você não leu errado. De acordo com Björn Bragi, ator islandês renomado no país, o jogador não acompanha jogos de futebol, tampouco sabe quem são os craques que fazem sucesso nas ligas ao redor do mundo.

VEJA TAMBÉM: Descubra seu nome em islandês e se sinta parte da seleção mais legal da Euro

“Ragnar Sigurdsson é famoso na Islândia porque não assiste muito futebol”, contou o além de artista, fanático torcedor da seleção surpresa da Euro à Agence France-Presse. “Às vezes ele sequer sabe o nome dos grandes jogadores de futebol, e todo mundo gosta desse aspecto de sua personalidade”, apontou. Antes de vestir a camisa do Krasnodar, clube da primeira divisão da liga russa onde atua desde 2014, Sigurdsson jogou no Copenhague, o maior vencedor do Campeonato Dinamarquês, de 2011 à 2013, no IFK Gotemburgo, que disputa o principal campeonato da Suécia, e no Fylkir, da Islândia, time que o formou e revelou como jogador. Ou seja, o jogador está acostumado a jogar as principais competições dos países gelados pelos quais passou, embora aos olhos do resto do mundo, não sejam ligas tão atrativas.

“Ragnar ri da fama e do glamour do futebol profissional. O mais interessante sobre isso é que ele vai tratar Wayne Rooney e a pessoa que lava as camisas que o time usa com o mesmo respeito”, conta o ator. “Ele é muito sincero. É por isto que jornalistas islandeses adoram o entrevistar: porque ele diz as coisas na lata, sem rodeios”, acrescentou. “Sabe, ele é meio desligado com o que acontece no futebol ao redor do mundo, mas faz seu trabalho muito bem. É um jogador de muita seriedade dentro de campo”. E quanto às suas qualidades defensivas e seu comprometimento Lars Lagerback, técnico da Islândia, não tem dúvidas. Tanto é que foram suas características que convenceram o sueco a fazer do zagueiro uma peça indispensável do time, colocando Ragnar como titular pela primeira vez nesta Eurocopa.

Uma entrevista concedida pelo jogador islandês em 2013, antes de sua seleção enfrentar a Croácia na repescagem das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014, confirma exatamente as falas de Björn Bragi. “Não sei quem é Mario Mandzukic. Sério, não estou brincando. Nunca vi esse cara jogar. Ele é do Bayern? Não sei, não acompanho muito a liga alemã”, disse o zagueiro, na época. O desinteresse por futebol é real, e não é simplesmente arrogância do jogador que carrega o nome de um rei escandinavo legendário, morto após ter sido jogado em um poço cheio de cobras. Quando o assunto é esportes, Sigurdsson confessa que prefere assistir a jogos de handebol pela televisão do que a modalidade que pratica. “Mas entre esportes e séries de televisão, fico com as séries”, assume o defensor.

“Temos uma espécie de orgulho islandês que faz com que nós não baixemos a cabeça ante a nada nem ninguém”, afirmou Sigurdsson após a partida diante da Áustria, pela última rodada da fase de grupo. “Claro que quando vejo um atleta como Iniesta jogando, valorizo muito o seu talento. Mas se o enfrento em campo, é de igual para igual”, expôs. Com suas boas atuações nesta edição da Euro e, principalmente, com o gol anotado no jogo que eliminou a Inglaterra do torneio, o zagueiro despertou o interesse do Leicester, Tottenham e Liverpool antes mesmo da competição acabar. Quem disse que precisa saber muito sobre futebol para saber bater bola e jogar com vontade? Ragnar Sigurdsson está aí para provar o contrário.

TRIVELA FC: Conheça nosso clube de relacionamento, marque um gol pelo jornalismo independente e ganhe benefícios!

Mostrar mais

Nathalia Perez

Jornalista em formação trabalhando a favor de um meio esportivo mais humano. Meus heróis sempre foram jogadores de futebol, mas hoje em dia são muito mais heroínas.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo