Champions LeagueEliminatórias da CopaEuropa

Escândalo: mais de 380 jogos na Europa foram manipulados

Investigadores da Europol revelaram nesta segunda-feira que identificaram cerca de 380 partidas de futebol tiveram seus resultados manipulados em diversos pontos da Europa.   Entre as partidas, jogos das eliminatórias para a Copa do Mundo, Eurocopa e dois jogos da Liga dos Campeões.

Rob Wainwright,  diretor da Europol, agência de inteligência da União Europeia, declarou que a investigação revelou “manipulação de resultados em uma escala que nós nunca tínhamos visto antes”. Para Wainwright, o envolvimento do crime organizado “evidencia um grande problema para a integridade do futebol na Europa”.

Um dos jogos manipulados foi pela Liga dos Campeões e disputado na Inglaterra. Segundo a Europol, a partida foi disputada “nos últimos três ou quatro anos”. Ainda segundo o órgão de inteligência, a partida não pode ser revelada em razão de procedimentos jurídicos e investigações ainda em andamento. “O foco tem sido outros países, não o Reino Unido. Contudo, nós ficamos surpresos com a escala geral da empresa criminosa e o quanto estava espalhada”, disse Wainwright. “Seria inocência e complacência daqueles no Reino Unido pensarem que uma conspiração criminosa como essa não envolva o futebol inglês e todo o futebol na Europa”, declarou ainda o diretor.

 

“Esse é o trabalho de uma organização de crime organizado baseada na Ásia e operado com redes criminosas por toda a Europa”, disse Wainwright. “Está claro para nós que essa é a maior investigação de todos os tempos em suspeita de manipulação de resultados na Europa. Ele produziu resultados importante que nós pensamos que foram descobertos como um grande problema para a integridade do futebol na Europa”, declarou ainda o diretor da Europol. “Nós descobrimos uma grande rede criminosa”.

A investigação mostrou € 8 milhões em lucros com apostas e € 2 milhões em subornos a jogadores e árbitros, que já levou a diversos processos. São cerca de 425 pessoas subornadas entre árbitros, jogadores e criminosos em 15 países diferentes. Os investigadores descobriram que grupos criminosos da Ásia também tiveram participação na manipulação de resultados e alguns dos jogos manipulados foram realizados fora da Europa. Cerca de 50 pessoas já foram presas por envolvimentos no escândalo.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo