Champions League

Pela primeira vez desde 2006, Akinfeev passa um jogo de Champions sem levar gol

O CSKA Moscou venceu o Benfica por 2 a 0, mantendo chances de se classificar às oitavas de final e encerrando uma campanha tenebrosa dos portugueses que, até agora, perderam todas as cinco rodadas fase de grupos da Champions League. Foi, também, um dia especial para o goleiro Igor Akinfeev: pela primeira vez desde 2006, o russo saiu de campo de um jogo da principal competição europeia sem ser vazado.

LEIA MAIS: Rússia vive um vexame com um time fraco e com perspectivas ruins para Copa 2018

Akinfeev, outrora promissor goleiro, ultimamente mais conhecido por falhas bizarras, passou 43 partidas seguidas de Champions – excluindo a fase preliminar – levando pelo menos um gol em cada uma delas. Seu último clean sheet, como falam os ingleses, foi em 1º de novembro de 2006, no empate por 0 a 0 contra o Arsenal.

Mesmo incluindo a fase preliminar da Champions League, a situação não melhora muito para Akinfeev. Nesse período, ele a disputou apenas duas vezes. Em 2015/16, o CSKA Moscou passou por Sparta Praga e Sporting, mas, nesse processo, levou sete gols em quatro partidas. Logo, o primeiro jogo contando todas as fases do torneio em que Akinfeev não foi vazado foi em julho deste ano, na vitória por 2 a 0 sobre o AEK Atenas. Os russos, aliás, passaram pelos gregos e pelo Young Boys com quatro vitórias e nenhum gol sofrido.

Shchennikov entrou pelo meio da defesa do Benfica para abrir o placar, e Jardel, contra, ampliou a quinta derrota portuguesa para 2 a 0. Sem pontos, os Encarnados estão eliminados de todas as competições europeias desta temporada, já que não têm chances sequer de chegar à Liga Europa.

O CSKA Moscou soma nove pontos. O Basel, que enfrenta o Manchester United ainda nesta quarta-feira, tem seis. Caso perca, os russos atuam por um empate em Old Trafford na última rodada para não dependerem de outros resultados.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo