Champions League

Bom negócio do Monaco, Glik já se valoriza com chutaço salvador no último minuto

O Monaco fez um grande negócio no início de julho, quando fechou a contratação de Kamil Glik. Talvez, uma das melhores compras entre zagueiros na janela de transferências, desembolsando apenas €11 milhões pelo polonês. Pois demorou pouco para o ex-jogador do Torino apresentar o seu real valor aos alvirrubros. Além de formar boa dupla com Jemerson, o camisa 25 ainda vai contribuindo ofensivamente. No final de semana, ajudou a buscar a virada contra o Angers. Já nesta terça, o empate com o Bayer Leverkusen por 1 a 1 cai na sua conta, acertando um chutaço da entrada da área aos 49 do segundo tempo.

Em um jogo de poucas finalizações no principado, Glik falhou quando o Leverkusen abriu o placar. Aos 28 do segundo tempo, Admir Mehmedi cruzou e encontrou Chicharito Hernández sozinho na pequena área, sem ser acompanhado pelo polonês, livre para cabecear. Entretanto, os monegascos insistiram e foram buscar o resultado, com o defensor se redimindo. Em lance brigado na entrada da área, Guido Carrillo ajeitou de cabeça e Glik soltou a bomba para decidir no último minuto.

Desde os tempos de Torino, Glik já aparecia entre os melhores zagueiros do futebol italiano. Dono de ótima capacidade física, oferecia solidez ao sistema defensivo e se valorizou demais com os grenás. Já no Monaco, se mostra pronto também a voos mais altos. Aos 28 anos, não tem tanta margem assim para se desenvolver. De qualquer maneira, a boa fase sublinha os seus serviços desde já.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo