O atacante Samuel Eto’o pode ter terminado a sua carreira na seleção de Camarões. O jogador, de 32 anos, teria dado a notícia aos seus companheiros no vestiário logo após a vitória sobre a Líbia por 1 a 0, neste domingo – o que classificou os Leões Indomáveis para a fase final das Eliminatórias. A informação é do jornal francês L’Equipe. O motivo apresentado pelo capitão da seleção é “resolver problemas pessoais”, mas segundo a publicação francesa, a razão é um grave desentendimento com o técnico Volker Finke.

Eto’o queria a escalação de Carlos Kameni e Achille Webó titulares no time, mas o técnico Volker Finke não concordou e os dois discutiram. O ministro do esporte camaronês foi chamado para tentar contornar a situação, mas não foi suficiente. Eto’o não treinou durante a semana com o time, mas aceitou ser escalado como titular.

Depois do jogo, porém, Eto’o decidiu abandonar a seleção. Não seria a primeira vez, já que o atacante já teve graves desavenças com os dirigentes da Fecafoot, a Federação de Futebol Camaronesa. A decisão pode até ser revertida, mas o jogador não deverá estar no time que disputa os plyaoffs da próxima fase das Eliminatórias, que definirão a vaga na Copa do Mundo.

Eto’o defende a seleção camaronesa desde 1997. Em 101 jogos, marcou 55 gols com a camisa dos Leões Indomáveis em jogos oficiais e jogou as Copas do Mundo de 1998, ainda com 17 anos, além de ter jogado também em 2002 e 2010. Foi eleito o melhor jogador africano do ano quatro vezes, em 2003, 2004, 2005 e 2010.

Considerando que Camarões terá vida dura nos playoffs, o atacante deverá fazer muita falta.