Estados UnidosMLS

Primeira escolha do draft da MLS é inglês, teve passagem pelo United e fez o NY City suar para tê-lo

O New York City abriu mão de sua escolha no draft, que seria a quarta, se comprometeu a dar uma compensação financeira e ainda irá ceder um de seus atletas ao Chicago Fire. Tudo isso para poder contar com Jack Harrison, a primeira escolha do Draft, que foi inicialmente selecionado pelo time de Illinois. Para colocar tudo isso em jogo por um atleta, o desempenho da promessa no colegial e na universidade deve ter sido mesmo muito bom, e ficamos curioso para saber o que pode vir por aí na próxima temporada da Major League Soccer.

VEJA TAMBÉM: Petr Cech: a confluência de detalhes que deu ao mundo um dos melhores goleiros do século

Harrison é um meio-campista de 19 anos que até então defendia a Universidade de Wake Forest, na Carolina do Norte, ainda como um calouro. Seus primeiros anos de formação como atleta, entretanto, foram na Inglaterra. O garoto nasceu em Stoke-on-Trent e chegou a defender as categorias de base do Manchester United antes de se mudar para os Estados Unidos.

Pelo Wake Forest, Jack Harrison fez 22 partidas em 2015. Anotou oito gols, mas o seu forte mesmo é servir companheiros com bons passes para gol: o meia teve, ao todo, 11 assistências durante o ano passado, uma média de uma a cada duas partidas.  Coleciona troféus individuais no esporte colegial e universitário e, agora, espera estender sua trajetória premiada também para uma das franquias de maior visibilidade da MLS.

Pelo vídeo que podemos ver abaixo, o garoto leva jeito, e sua especialidade parece ser mesmo a de orquestrar jogadas, conduzir contra-ataques e, claro, deixar companheiros na cara do gol. E contará com três excelentes mestres para aprimorar as suas virtudes: os companheiros Andrea Pirlo e Frank Lampard, além do técnico Patrick Vieira. Um talento interessante para o New York City e que, demonstrando seu potencial, pode ter caminho encurtado para, por exemplo, a Premier League.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo