Estados Unidos

Gol de lateral vale? Este no campeonato escolar americano valeu sim

Uma das regras mais básicas do futebol é que gol de lateral direto não vale. É verdade que tornou-se comum ver lances de gols nascerem de laterais, como aqueles do Delap, do Stoke, ou mesmo os laterais cobrados por Marcos Rocha, do Atlético Mineiro (inclusive aquele gol famoso de Ronaldinho, contra o São Paulo, na Libertadores). A regra continua valendo: cobrança de lateral que entra direto no gol não vale. Só que no campeonato escolar dos Estados Unidos, teve gol de lateral e foi totalmente legal.

ESPANHA: Hilário é pouco: Moyes é expulso e vai comer uns salgadinhos com a torcida
ÁSIA: Enquanto o pau comia entre sauditas e norte-coreanos, ele resolveu fazer embaixadinhas
COPA: Lembra do tropeço de Müller na Copa? No treino, aquela falta ensaiada deu certo

Quem fez isso foi Michael Day Lewis, do colégio McKinney Boyd. Ele cobrou o lateral de forma espetacular, com uma cambalhota, e jogou a bola muito longe, dentro da área. O goleiro tentou socar a bola e tocou nela. Com isso, o lance passou a ser válido e a bola na rede valeu.

Vale lembrar, é claro, que o campeonato de nível colegial dos Estados Unidos não é de altíssimo nível, muito pelo contrário. Mas vale pelo arremesso lateral cobrado de forma incrívewl. Aliás, quem popularizou esse tipo de arremesso lateral foi uma jogadora brasileira. Foi Leah Lynn, então na seleção brasileira sub-20, que fez esse tipo de cobrança e conseguiu alguns gols para o Brasil assim. Veja o lance do americano e depois o lance da Leah:

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo