O “Clássico Paisa” costuma ser pouco comentado na América do Sul, mas está entre os mais intensos e calorosos do continente. O dérbi entre Atlético Nacional e Independiente Medellín possui mais de 300 confrontos em sua história, a maioria absoluta pelo Campeonato Colombiano. Os verdolagas sustentam uma vantagem considerável, com 131 vitórias contra 91 dos rivais. E, apesar do destaque ao DIM nas preliminares da Libertadores, o Atlético Nacional ampliou seus números neste sábado, com o triunfo por 3 a 1 no Atanásio Girardot.

Por causa do torneio continental, às vésperas da visita ao Atlético Tucumán, o técnico Aldo Bobadilla (aquele) poupou parte de seus titulares no Independiente Medellín. Sem ter nada a ver com isso, o Atlético Nacional conquistou uma vitória imponente. Diego Braghieri e Jefferson Duque abriram vantagem no primeiro tempo, enquanto Duque ampliou no início da segunda etapa. Javier Reina descontou ao DIM cobrando pênalti, mas a reação não passou disso. Treinados por Juan Carlos Osorio, os verdolagas lideram o Apertura. Já os rivais se preocupam mais com a Libertadores e não passam do 13° lugar.

E mais bonito que o jogo, em si, foi o espetáculo dado pelas torcidas nas arquibancadas – com mais de 34 mil presentes. O Atanásio Girardot se dividiu entre o alviverde e o rubro-azul. A recepção aos times, principalmente, já valeu o ingresso, com muitas bandeiras e fumaça colorida. A paixão pelo futebol em Medellín se vive ao máximo durante o dérbi, que se repetirá pelo Apertura novamente no próximo sábado. Certamente, renderá outra grande festa.