Estádio cheio, virada, cinco gols: Bahia x Sport fizeram um jogaço repleto de emoções

Em jogo muito movimentado para 40 mil torcedores na Fonte Nova, o volante Souza marcou os três gols que botaram o Tricolor na final

Em meses de estaduais arrastados e dependentes dos clássicos, a Copa do Nordeste sobra como melhor competição do futebol brasileiro. Clubes de massa e com camisas pesadas, em uma disputa de bom nível. Prova disso veio neste final de semana, com os jogos de volta das semifinais, nos quais houve emoção de sobra. No sábado, o Ceará buscou o empate por 2 a 2 contra o Vitória e se classificou graças aos gols marcados no Barradão. Já neste domingo, a Fonte Nova estava cheia e os torcedores acabaram recompensados com uma partida bastante movimentada: de virada, o Bahia bateu o Sport por 3 a 2 e fará a final contra o Vozão.

O confronto decisivo mereceu elogios antes mesmo do apito inicial. A torcida baiana compareceu em bom número e 40 mil pagantes encheram as arquibancadas da Fonte Nova – no melhor público da competição, superando os 36 mil presentes no Castelão para o Ceará x Fortaleza da quinta rodada. A acústica do estádio baiano, aliás, dava a impressão de casa abarrotada, com muito barulho dos tricolores para tentar intimidar os pernambucanos.

bamor

Apesar da pressão, o Sport se manteve à frente no primeiro tempo. De cabeça, Diego Souza abriu o placar aos 25 minutos e também deu a vantagem do empate aos rubro-negros. O que impulsionou o Bahia a partir para cima na volta do intervalo. A virada saiu com apenas 11 minutos do segundo tempo: Souza chutou e Magrão aceitou no primeiro tento, antes de ele mesmo converter um pênalti e marcar o segundo – em marcação bastante contestada pelos jogadores do Leão.

O Sport mostrou que não estava entregue dois minutos depois, quando Renê cobrou falta e o goleiro Douglas Pires engoliu o frangaço, deixando a bola escapar por entre suas mãos. No entanto, Souza estava mesmo em um dia inspirado. E o volante apareceu para completar o seu hat-trick com dendê aos 18, aproveitando rebote após boa defesa de Magrão. Os pernambucanos seguiram na busca pelo empate e ficaram em vantagem numérica a partir dos 44. No último suspiro, aos 49, o chute de Felipe Azevedo caprichosamente seguiu para fora. E, mesmo depois do apito final, houve tempo para confusão, com Diego Souza expulso ao reclamar da arbitragem.

Os dois duelos da final, entre Bahia e Ceará, estão marcados para os dias 22 e 29 de abril. Para já se criar grandes expectativas, especialmente de arquibancadas lotadas no Castelão e na Fonte Nova. Estádios gigantes e camisas pesadas, para exaltar ainda mais a grandeza da Lampions League.

Abaixo, o vídeo com os gols da partida, feito pelo Esporte Interativo, transmissor oficial da Copa do Nordeste: