A vitória dos Estados Unidos sobre o Panamá fora de casa, com um time reserva, salvou o México de um vexame nas Eliminatórias e de ficar fora da Copa do Mundo de 2014. A seleção americana ter salvo a mexicana criou uma situação inusitada, já que o México é historicamente mais forte. Por isso mesmo, as manchetes dos jornais pintaram esse inusitado fato com humor e ironia. Alguns foram bem divertidos e merecem ser citadas aqui.

Como se sabe, México e Estados Unidos são arquirrivais quando se trata de futebol e a rivalidade tem aumentado progressivamente, porque os americanos se tornaram uma seleção à altura dos mexicanos. Por tudo isso, os americanos estão deitando e rolando com brincadeiras e ironias. Os mexicanos também. Eis aí a capa do jornal Provincia, a melhor de todas (clique na imagem para ampliar):

Jornal Provincia, do Mexico
Jornal Provincia, do Mexico: “Aumenta a dívida externa”

A manchete diz: “Aumenta a dívida externa”. Embaixo, o texto é o seguinte: “COSTA RICA. Como se o México não devesse o bastante aos Estados Unidos, agora lhe agradece sua vitória contra o Panamá, já que isso o mantém na disputa por uma vaga no Mundial do Brasil 2014, mesmo perdendo da Costa Rica”. Uma manchete muito bem sacada sobre uma relação econômica conhecida.

O jornal foi muito bem, mas não foi o único. A maioria dos veículos colocaram em suas manchetes agradecimentos em inglês:

Jornais mexicanos após a vitória americana que salvou o México (AP Photo/Dario Lopez-Mills)
Jornais mexicanos após a vitória americana que salvou o México (AP Photo/Dario Lopez-Mills)

O clima de brincadeiras tomou conta após o término dos dois jogos. O Twitter oficial da seleção americana, @ussoccer pode ganhar o prêmio por tirar um barato da seleção mexicana sem ofender e nem desrespeitar, só mesmo com bom humor. Escreveu em uma hastag “De nada, México”, ironizando o fato dos Estados Unidos salvado os vizinhos:

E não foi só isso. A conta da seleção americana ainda incentivou aos torcedores do país que estiverem na Nova Zelândia irem ao jogo da repescagem contra a seleção da Oceania:

 

O perfil da ESPN, principal emissora de esportes americana, também tratou de fazer a sua parte. Futebol já faz parte do noticiário de esportes dos americanos, especialmente quando se trata de Copa do Mundo e da seleção americana. O Twitter da emissora escreveu que o homem mais popular no México naquela noite foi Graham Zusi, que marcou o gol de empate dos americanos.

Alexi Lalas, ex-jogador da seleção dos Estados Unidos na Copa de 1994 e atualmente comentarista da ESPN para futebol, também tirou uma casquinha. Tuitou uma frase que estava sendo muito falada pelos americanos:

A frase “De nada”, em referência a esse dia, será eternizada em uma camiseta. O site The Original Winger transformou a ideia, uma brincadeira na noite do jogo, em um produto.

Camiseta com os dizeres "De nada", em referência à vitória americana que salvou o México
Camiseta com os dizeres “De nada”, em referência à vitória americana que salvou o México

Os americanos podem não ter mostrado ainda que podem ganhar uma Copa, mas já mostraram muito bom humor. E os mexicanos não ficaram atrás, mesmo tendo que admitir a superioridade do rival. Ponto para o bom humor.