É tradicional em jogos de futebol de todas as partes do mundo que crianças entrem em campo ao lado dos jogadores, de mãos dadas. Chamados de mascotes, esses pequenos privilegiados às vezes protagonizam cenas engraçadas de interação com os atletas e viram parte do “show”. O intervalo para que você seja um é curto, afinal é difícil ver um mascote de, por exemplo 16 anos por ali. Mas no Leyton Orient, da terceira divisão, não tem essa de limite de idade, não.

VEJA TAMBÉM: Drogba, Henry, Gerrard e as melhores cenas do jogo beneficente do Liverpool

Normalmente os mascotes têm metade da idade dos jogadores, mas, no caso de Roy Williams, ele provavelmente tinha o dobro de muitos dos atletas titulares na vitória por 3 a 1 sobre o Port Vale. No Twitter, o filho de xx explicou que o pai havia conseguido um lugar para entrar com o time como presente por seu aniversário de 60 anos.

O resultado dessa política de bom tratamento à sua torcida por parte do Leyton Orient são essas imagens que abrem este post. Certamente um momento para ficar na memória do torcedor veterano.