O Watford pode ter se recuperado na Premier League, mas sofreu uma eliminação com contornos de vexame na Copa da Inglaterra. Os Hornets foram derrubados pelo Tranmere Rovers, que corre risco de rebaixamento na League One – a terceira divisão inglesa. Durante o primeiro encontro, o time de Nigel Pearson abriu três gols de vantagem e cedeu o empate por 3 a 3 em pleno Vicarage Road. Já nesta quinta-feira, o Watford perdeu o replay. O Tranmere conquistou a vitória por 2 a 1 em Prenton Park, na prorrogação. E a certeza de que as coisas não iam bem aos visitantes aconteceu durante uma reles saída de campo.

André Gray estava no círculo central e tinha a missão de dar o passe para trás. Trivial, certo? Pois o atacante conseguiu falhar na missão que acontece todo santo jogo. Deu um passe fraquinho e a bola ficou morta ao seu lado. Os adversários iam roubar a pelota e, então, o jogador do Watford botou força no pé. Os dois toques configuram uma infração e o árbitro aplicou a regra: reverteu o pontapé inicial.

Nigel Pearson escalou o Watford cheio de reservas, vale dizer. João Pedro, revelação do Fluminense, disputou sua primeira partida como titular. O Tranmere, entretanto, jogou com mais intensidade e criou mais chances de gol. Os anfitriões abriram o placar com Manny Monthé no primeiro tempo, antes que Kaylen Hinds empatasse aos Hornets na segunda etapa. Já o gol da classificação veio no primeiro tempo da prorrogação, com Paul Mullin. Na próxima fase, o Tranmere pega o Manchester United, em partida que acontece já no domingo.