Champions LeagueEspanhaEuropaItália

This is Barça! Barcelona se impõe e aniquila o Milan

Ele apareceu. O melhor do mundo marcou sua presença no Camp Nou nesta terça-feira. Logo quando o seu time mais precisava, em uma eliminatória que tinha ficado complicada, Lionel Messi mostrou por que é o melhor jogador do mundo. Foram dois gols do argentino, os dois primeiros na vitória por 4 a 0 do Barcelona sobre o Milan. Uma demonstração de força enorme, de um time que foi muito questionado nas últimas semanas. E chega às quartas de final, mais uma vez, como um dos favoritos.

O futebol costuma ter detalhes cruéis. O Barcelona veio a campo disposto a reverter os 2 a 0 na ida. Mais do que disposto, organizado para isso. Mesmo assim, o Milan esteve o tempo todo à espreita de uma chance, uma única chance, para fazer um gol que complicaria tudo para os catalães. A chance veio. Justamente nos pés do mais jovem jogador do time, Niang, de 18 anos. Ele perdeu. E no lance seguinte, o Barcelona, que vencia por 1 a 0, chegou ao segundo gol. A vantagem do Milan, que em um minuto poderia ser gigante, foi estraçalhada no minuto seguinte. Viria mais um gol no início do segundo tempo, que selaria a classificação do Barcelona no tempo normal.

Uma formação ofensiva, com David Villa entre os titulares, a pressão alta no campo de ataque, o sufoco na saída de bola, a movimentação de Messi da direita para o centro, abrindo espaços na defesa. Assim, o Milan não viu a cor da bola. Ao contrário do primeiro jogo, quando conseguiu impedir as ações do Barcelona e limitar o futebol do time ao toque de bola contante e inofensivo, desta vez o Barcelona metralhou chutes a gol de diversas distâncias, conseguiu se impor, criando muitas chances e conseguindo marcar os gols que precisava. Fez o que precisava. Fez mais do que precisava. Mostrou uma força de grande time que é. Força de favorito. E que os demais times temam, porque o Barcelona está nas quartas de final.

Formações iniciais

Barcelona x Milan

Destaque do jogo

Messi, novamente decisivo. O atacante fez os dois primeiros gols do time, que destruíram a vantagem do Milan. O domínio blaugrana foi completo, mas muito se deve à atuação decisiva do seu camisa 10, o melhor jogador do mundo.

Momento-chave

Com o jogo em 1 a 0 para o Barcelona, Niang avançou livre com a bola em uma falha da defesa do Barça e tinha chance de marcar um gol fora, que complicaria a vida do time da casa. Chutou na trave. Na continuação do lance, gol do Barcelona.

Os gols

5’/1T: GOL DO BARCELONA!
Logo no início do jogo, Messi bate no ângulo da entrada da área e quebra a defesa do Milan.

40’/1T: GOL DO BARCELONA!
Ambrosini perde a bola no meio-campo, Iniesta recupera e toca para Messi na direita. Ele puxa para o meio e fuzila, marcando mais um.

10’/2T: GOL DO BARCELONA!
O Barcelona recuperou a bola na saída errada do Milan e David Villa recebeu dentro da área um passe preciso de Xavi e bateu colocado, de perna esquerda, sem chance de defesa.

47’/2T: GOL DO BARCELONA!
No contra-ataque com Messi, a bola foi para Alexis Sánchez, que tocou para Alba entrar livre, leve e solto. Ele tocou por baixo e fechou a conta no Camp Nou.

Curiosidade

58 gols de Messi na Liga dos Campeões, segundo maior artilheiro da competição, atrás apenas de Raul, com 72 gols. Ele deixou para trás Ruud van Nistelrooy, que tinha 56.

Ficha técnica

BARCELONA 4X0 MILAN

Barcelona_escudo Barcelona
Victor Valdés; Daniel Alves, Gerard Piqué, Javier Mascherano (Carles Puyol, 32’/2T) e Jordi Alba; Sergio Busquets, Xavi Hernández, Andrés Iniesta; David Villa (Alexis Sánchez, 29’/2T), Pedro Rodríguez (Adriano, 38’/2T) e Lionel Messi. Técnico: Jordi Roura
Milan_escudo Milan
Christian Abbiatti; Ignazio Abate, Philippe Mexès, Cristian Zapata e Kevin Constant; Massimo Ambrosini (Sulley Muntari, 15’/2T), Mathieu Flamini e Riccardo Montolivo; M’Baye Niang (Robinho, 15’/2T), Kevin-Prince Boateng e Stephan El Shaarawy. Técnico: Massimiliano Allegri
Local: Estádio Camp Nou (Barcelona-ESP)
Árbitro: Viktor Kassai (HUN)
Gols: Messi, 5’/1T, 40’/1T, Villa, 10’/2T, Jordi Alba, 47’/2T (Barcelona)
Cartões amarelos: Pedro (Barcelona), Mexès, Boateng, Flamini (Milan)
Cartões vermelhos: Nenhum

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo